Sal Orgânico: Simples, Hidrogenado, Hidroxilado, Duplo, Hidratado e Alúmen


Pela teoria de Arrhenius, os sais são eletrólitos e liberam íons ao entrar em contato com a água. Atualmente os sais podem ser definidos da seguinte maneira: Sais são compostos capazes de se dissociar na água liberando íons, mesmo que em pequena porcentagem, dos quais pelo menos um cátion é diferente de H301+ e pelo menos um ânion é diferente de OH1″.

De acordo com a definição acima, a solução aquosa de um sal pode ter o cátion hidrônio, H301+ (nesse caso formado por ionização), ou o ânion hidróxido, OH1″, desde que não sejam respectivamente o único cátion e o único ânion da solução.

Sal Orgânico

•  Sulfato de cálcio, CaS04(s)

•  Mono-hidrogenossulfito de amônio, NH4HS03

• Mono-hidroxinitrato de magnésio, Mg(OH)N03(s)

Quando o cátion apresenta mais de uma valência, o nome pode seguir a nomenclatura de Stokes, proposta em 1940: nome do ânion + de + nome do cátion + valência (em numeral romano). Exemplos:
FeS04                sulfato de ferro II;
Fe2(S04)3            sulfato de ferro III
CuN03               nitrato de cobre I;
Cu(N03)2             nitrato de cobre II

Ou a nomenclatura proposta em 1900:
nome do ânion + nome do cátion + sufixo oso: (para o cátion de menor valência)
nome do ânion + nome do cátion + sufixo iço: (para o cátion de maior valência)

Exemplos:
FeS04 sulfato ferroso; Fe2(S04)3 – sulfato férrico
CuN03; nitrato cuproso; Cu(N03)2 – nitrato cúprico

Nomenclatura e classificação

Podemos classificar os sais em seis grupos diferentes. O nome do sal indica o grupo a que pertence.

• Sal simples: São sais que possuem um único tipo de cátion (não formam o cátion hidrônio, H30U, em solução aquosa) e um único tipo de ânion (não liberam o ânion hidróxido, OH1″, em solução aquosa). O nome dos sais simples cujo cátion possui apenas uma valência segue o esquema: nome do ânion + de + nome do cátion.

Exemplos:
KN03 MgC£2 Ca3(P04)2 A£2(S04)3
nitrato de potássio; cloreto de magnésio; fosfato de cálcio; sulfato de alumínio

Combate à inapetência

Todos os pais ficam contentes quando vêem que seus filhos se alimen­tam bem. Antigamente, eram utilizadas soluções alcoólicas de sulfato ferroso — ou sulfato de ferro II — e ácido fosfórico para combater a inapetência (falta de apetite). O uso em crianças de medicamentos ou suplementos contendo álcool etílico, porém, foi proibido por lei, pois acredita-se que tal hábito pode tornar a criança propensa ao alcoolis­mo. Atualmente, esses compostos continuam sendo usados, mas em soluções aquosas.

• Sal hidrogenado: São sais que possuem hidrogênio ionizável na fórmula (que forma o cátion hidrônio), além de outro tipo de cátion, e não possuem o ânion hidróxido, OH1′. O nome do sal hidrogenado segue o esquema: prefixo (mono), di ou tri + hidrogeno + + nome do ânion + de + nome do cátion. Os prefixos mono, di e tri indicam o número de hidrogênios ionizáveis na fórmula do sal. O prefixo mono está colocado entre parênteses por ser
opcional.

Exemplos:
NaHC03: (mono -) hidrogenocarbonato de sódio ou bicarbonato de sódio
FeHP04: (mono)-hidrogenofosfato de ferro II ou (mono —) hidrogenofosfato ferroso

• Sal hidroxilado: São sais que possuem o ânion hidróxido, OH1″, na fórmula, além de outro tipo de ânion, e não possuem hidrogênio ionizável.
O nome do sal hidroxilado segue o esquema: prefixo (mono), di ou tri + hidróxi + nome do ânion + de + nome do cátion. Os prefixos mono, di e tri indicam o número de grupos hidróxi, OH1″, na fórmula do sal.

Exemplos:
Mg(OH)C£: mono-hidroxicloreto de magnésio
Cu2(OH)2S04: di-hidroxissulfato de cobre II

Suplementos de cálcio

São utilizados em crianças para garantir um desenvolvimento ósseo e dentário saudável. Normalmente esses suplementos são feitos à base de fosfato de cálcio tribásico, Ca3(OH)3PO4.

• Sal duplo ou misto: Possuem dois cátions diferentes ou dois ânions dife­rentes, excluindo o hidrogênio ionizável que formaria o cátion hidrônio, H301+, e o grupo hidróxi, OH1-. Quando se trata de um sal duplo quanto ao cátion (sal que possui dois cátions diferentes), o nome segue o esquema:
nome do ânion + (duplo) + de + nome do cátion do elemento mais eletropositivo + nome do cátion do elemento menos eletropositivo.

Exemplos:
NaNH4S04: sulfato (duplo) de sódio e amônio
KMgP04: fosfato (duplo) de potássio e magnésio

Quando se trata de um sal duplo quanto ao ânion (sal que possui dois ânions diferentes), o nome segue o esquema: nome do ânion do elemento mais eletronegativo-nome do ânion do elemento menos eletronegativo + de + nome do cátion.

Exemplos:
CaC£Br: cloreto-brometo de cálcio
MgN03C£: nitrato-cloreto de magnésio

Repare que os nomes dos ânions são separados por hífen.

• Sal hidratado: São sais que possuem moléculas de água integradas ao seu arranjo cristalino, isto é, fazendo parte da compo­sição do cristal iônico.
As moléculas de água encontram-se em uma propor­ção determinada em relação à fórmula do sal. Essa proporção é denominada grau de hidratação e vem indicada após a fórmula do sal por um ponto que significa adição. O nome de um sal hidratado segue o esquema: nome do sal + prefixo para indicar o grau de hidratação + hidratado.

Exemplos:
CaC£2 • 2 H20: cloreto de cálcio di-hidratado
CuS04 • 5 H20: sulfato de cobre II penta-hidratado
A£C£3 • 6 H20: cloreto de alumínio hexa-hidratado

• Sal alúmen: São sulfatos duplos que possuem um cátion monovalente e um trivalente, cristalizados com 24 moléculas de água. Têm fórmula geral: C21+S04 • C|+ (S04)3 • 24 H20, na qual C1+ e C3+ representam, respectivamente, um cátion monovalente e um cátion trivalente. A fórmula do alúmen também pode ser simplificada M): C1+C3+(S04)2 • 12 H20.

O nome de um sal alúmen é dado pelo esquema: alúmen + de + nome do cátion C3+ + e + nome do cátion C1+
Exemplos:
Na2S04 • Bi2(S04)3 • 24 H20 ou NaBi(S04)2 • 12 H20 – alúmen bismuto sódio
K2S04 • Ni2(S04)3 • 24 H20 ou KNi(S04)2 • 12 H20 – alúmen de níquel III e potássio

Efeito coagulante

O alúmen de potássio é conhecido por alúmen comum ou pedra-ume e é utilizado como coagulante do sangue para pequenos cortes. A foto mostra o bastão, indicado para cortes em manicure, e a barra, adequa­da para o rosto após o barbear.