Resumo sobre representação teatral Pantomima


A pantomima nada mais é do que uma representação teatral realizada por meio de mímica, gestos e atitudes. Neste sentido, você já deve ter percebido o que está totalmente ‘proibido’ de usar: as palavras. Não à toa, o termo pantomima deriva de uma palavra grega com o significado “aquilo que tudo imita”. Ficou curioso (a) para conhecer mais sobre esse tipo de peça teatral? Confira a seguir um resumo sobre pantomima.

Resumo sobre representação teatral Pantomima

Pantomima e suas principais características

A pantomima nada mais é do que um tipo de arte cênica que tem a mímica como principal forma de expressão. O indivíduo que atua neste segmento da arte é conhecido como ‘mimo’ e deve ter, entre suas principais características, a capacidade de se expressar sem precisar utilizar linguagem oral durante a atuação. Os mimos mais experientes conseguem levar uma peça teatral inteira sem fazer qualquer tipo de ruído ou som.

Os mimos podem atuar individualmente ou com outros artistas. Em alguns países, esse tipo de peça teatral é muito comumente realizada nas ruas, sendo uma representação de entretenimento urbano.

• Principais ‘mimos’ de todos os tempos

Basta falar de mímica para que muito possivelmente você se recorde de Charles Chaplin, não é mesmo? Ele viveu entre 1889 e 1977 e passou grande parte de sua carreira animando milhares e milhares de pessoas em peças teatrais e, principalmente, em obras cinematográficas clássicas.

Além dele, outros ótimos mimos foram Marcel Marceau (1923/2007) e Buster Keaton (1895/1966).

Outro significado para pantomima é fingir algo que, na realidade, não está sendo sentido. Fingir sentir dor, fingir estar triste, apaixonado ou afetado são alguns exemplos de pantomima. Neste sentido, muitos são os artistas que combinam a mímica com o fingimento de sentimentos.

Quando surgiu?

A pantomima foi pela primeira vez realizada entre os romanos. De início, era extremamente influenciada por temas divertidos e só depois ganhou moldes de apresentações dramáticas.

No começo, as apresentações também costumavam ser realizadas por apenas um artista, o que foi mudando com o passar do tempo. A seguir, confira algumas características sobre as apresentações de pantomima.

Vestuário

Os artistas vestem-se de modo simples na grande maioria das apresentações – porém, em algumas delas é possível encontrar artistas encenando ricos (com brocados e roupas de seda) ou pobres, com sandálias de dedo e bermudas velhas.

Maquiagem

A maquiagem, obviamente, faz tanta diferença quanto o figurino. Não à toa, os atores também fazem uso da mesma. Geralmente a maquiagem dos mimos é bem leve – sendo realizada no rosto (com base e pó de arroz) e nos olhos (com lápis de olhos pretos).

Onde eram realizadas as apresentações?

Os locais de apresentações também merecem ser destacados: arenas de beira de estrada, estruturas improvisadas e plataformas feitas de tábua são alguns deles.

Curiosidades sobre expressão facial e corporal na pantomima

A técnica do mimo pode ser considerada boa ou ruim à medida que ele é capaz de utilizar sinais corporais, expressões faciais e gestos para se expressar e chamar a atenção do público.

As expressões faciais, por um lado, são mais “simples”. Para testá-las, os mimos costumam fazer cara de tristeza, alegria, raiva, medo, compaixão, espanto, angústia e outras na frente do espelho.

Porém, se tem algo que realmente chama a atenção são as expressões corporais, uma vez que elas podem ser muito mais complexas do que nós imaginamos.

A seguir, confira uma seleção com as principais expressões corporais utilizadas pelos artistas.

Na hora de expressar autoridade

O gesto é muito parecido com o realizado por Hitler – com o dedo apontado para frente. Além disso, mãos bem abertas e para baixo também são sinônimo de demonstração de autoridade.

Para expressar fraqueza

As mãos vão para cima – o que também pode significar obediência. Os braços abertos também trazem essa mesma sensação para o público.

Insegurança ou desacordo

Já um personagem inseguro muito possivelmente coçará a cabeça ou irá batê-la em algum lugar. Além disso, pernas ou braços cruzados possuem este mesmo significado.

Resistência

Personagens resistentes (quando em meio a cenas de teimosia, por exemplo), vão cruzar os braços e, em seguida, agarrá-los fortemente com as mãos.

Confiante, porém, com um ‘pé’ atrás

O personagem confiante, mas que ainda está agindo na defensiva, cruzará os braços e manterá os polegares para cima.

Personagens bondosos

Os bonzinhos costumam expressar essa característica cruzando os braços fortemente, mantendo os punhos cerrados.

Nervosismo

Para expressar nervosismo, o personagem geralmente está mexendo em alguma coisa – no relógio, no punho da camiseta, em algum detalhe da roupa, na bolsa ou outros.

Neutralidade

Em nome da neutralidade, o mimo ficará em posição de ‘sentido’, ou seja, com as pernas e braços juntos.

Na hora de tomar uma decisão

Essa você já deve imaginar: basta alisar o queixo.

Antes de tomar uma atitude de ataque

O personagem colocará, sempre, as mãos sobre a cintura.