Anexos Embrionários: Saco Vitelínico, Bolsa Amniótica, Alantoide, Córion e Placenta


Anexos Embrionários

Os anexos embrionários são estruturas transitórias, típicas do período embrionário. As finalidades dessas estruturas são diversas, sempre voltadas para garantir a sobrevivência, a segurança e o desenvolvimento do embrião.

Essas estruturas perdem sua finalidade ao final da fase embrionária, podendo ser descartadas. Funcionam, principalmente, no auxílio à nutrição, acomodação e proteção ao feto, estando presente nas estruturas embrionárias de peixes, répteis, aves e mamíferos.

Saco vitelínico

Também conhecido como vesícula vitelina, é o único anexo encontrado nos peixes, que se liga ao intestino do embrião. Participa do trabalho nutricional, abastecendo o embrião com o vitelo, que é um material nutritivo existente no óvulo dos animais. Está presente em peixes, répteis e aves. Nos mamíferos, embora presente, o saco vitelínico raramente tem uma função.

Cório ou serosa

O papel do cório é realizar as trocas gasosas entre o embrião e o ambiente externos. Nos ovos das aves e répteis fica localizada sob a casca, revestindo toda sua extensão.

Alantoide

Presente nos ovos e aves e répteis, tem papel importante na nutrição do embrião. Liga-se à parte interior do intestino, por meio da qual entrega nutrientes da clara e da casca do ovo. É o canal de mão dupla, que entrega O2 ao embrião e descarta o CO2.

Placenta

É uma estrutura multifuncional, que, ao mesmo tempo, acomoda o bebê no útero, serve de canal para transferência de nutrientes e oxigênio da mãe para o bebê, libera hormônios importantes para o desenvolvimento do embrião, protege-o contra impactos e ataques de microrganismos.

Bolsa amniótica

É a estrutura que contém o líquido amniótico, que envolve o embrião. É essa estrutura que permite ao mesmo realizar movimentos, que servirão para o desenvolvimento de seus ossos e músculos.

Além do importante papel durante a gestação, essa estrutura serve também de alarme para a mãe. Ao romper-se a bolsa amniótica, o líquido é liberado e alerta a mãe de que chegou o momento.