Bicho-preguiça


O bicho-preguiça é um animal cheio de mistérios e curiosidades. E a primeira delas é que o bicho-preguiça, na verdade, está longe de ser um animal preguiçoso. O bicho-preguiça, assim como o preguiça, aígue, aí e cabeluda são espécies que formam a subordem Folivora e ordem Pilosa de animais mamíferos. Neste artigo, falaremos sobre as principais características do bicho-preguiça, sua classificação, dieta, comportamento, habitat, reprodução e assim por diante.

Bicho-preguiça

Principais aspectos da espécie bicho-preguiça

O bicho-preguiça é um animal de hábitos noturnos. Ele passa a maior parte do tempo pendurado em galhos de árvores – o que se torna possível graças as suas garras bem longas e firmes.

O nome bicho-preguiça, como já destacamos anteriormente, não diz respeito à preguiça do animal: mas sim, à preguiça do seu metabolismo, que é extremamente lento e faz com que ele se movimento desta mesma forma.

O animal também possui pêlos longos e é encontrado, basicamente, nas florestas do continente americano (tropicais) que se iniciam no norte argentino e vão até a América Central. No Brasil, a espécie tem como habitat natural a Mata Atlântica, onde ele se alimenta quase que exclusivamente dos frutos da árvore ‘embaúba’ – que não à toa, foi apelidada de ‘árvore da preguiça’.

O bicho-preguiça pode ser encontrado tanto em grupos pequenos como também gosta de manter hábitos solitários. Pendurado na árvore é onde ele passa praticamente o dia todo: dormindo entre 14 a 16 horas por dia. Durante a noite é quando ele busca por comida.

Geralmente, esse animal prefere as grandes árvores para se instalar. Ele fica entre cinco dias a uma semana em cima da árvore e só desce da mesma para a realização de suas necessidades fisiológicas.

O principal predador do bicho-preguiça é a onça pintada. Por outro lado, ele não é uma ameaça para muitos animais – mantendo hábitos alimentares herbívoros, o animal tem a dieta baseada em raízes, folhas e brotos/frutos de algumas árvores.

O bicho preguiça vive, em média, 40 anos – sendo um animal saudável e de vida longa.

As principais características do bicho-preguiça são:

• Peso: o bicho-preguiça pesa entre 3 a 7 quilos;
• Com a cauda, ele pode ter até 70 cm de comprimento (não sendo um animal muito longo);
• Suas tonalidades predominantes são marrom, branco ou cinza claro – tendo este último, algumas manchas pretas;
• A gestação do bicho-preguiça leva ao nascimento de uma única cria e tem duração de quatro a seis meses.

Classificação e hábitos do bicho-preguiça

Ao contrário do que o senso comum imagina, não existe apenas uma espécie de bicho-preguiça – mas várias. Resumidamente, elas estão divididas entre duas famílias: a família “megalonychidae”, que representa os bicho-preguiças de dois dedos; e a família bradypodidae, com bichos-preguiças de três dedos.

Como já destacamos anteriormente, o bicho-preguiça é um animal de metabolismo devagar, o que faz com que seus movimentos sejam essencialmente lentos. Essa característica também é resultado da ineficiência do sistema visual do animal, que é pouco desenvolvido. Por isso, ele se movimenta basicamente orientado pelo que cheira (ou seja, pelo olfato).

Sobre o corpo e aparência bicho-preguiça

O pêlo do bicho-preguiça cresce de modo diferenciado de outros animais. Ao invés de crescer do dorso para o ventre, ele cresce ao contrário. Essa característica é uma adaptação do próprio animal, uma vez que ele passa a maior parte do tempo pendurado na árvore de ponta cabeça.

Os membros do animal são essencialmente compridos – apesar da sua estrutura corporal ser curta. Ele possui cauda e garras grossas.

Uma curiosidade interessante sobre o bicho-preguiça é que ele consegue girar a cabeça em até 270 graus sem precisar mover outras partes do corpo.

Mais informações sobre sua dieta

O bicho-preguiça é um dos poucos mamíferos que vive sem precisar beber água. Isso porque a quantidade necessária do líquido para sua sobrevivência é absorvida dos alimentos (raízes, folhas e frutos de algumas árvores, como da embaúba, figueira, ingazeira e tararanga).

De modo geral, o bicho-preguiça não precisa se esforçar muito para conseguir alimento. Se ele não encontrar raízes ou folhas, pode se alimentar até mesmo das algas que, constantemente, se instalam em seus pêlos.

Sobre a reprodução

A gestação do bicho-preguiça, como já vimos, é de 4 a 6 meses. A pequena preguiça nasce com, em média, 300g e com 20 a 25 centímetros de comprimento.

As fêmeas (mães) carregam seus filhotes nas costas e no ventre durante os primeiros meses, protegendo-os e preparando-os para viverem sozinhos na floresta.

Curiosidades sobre o bicho preguiça:

• Apesar dos movimentos lentos, esse animal é um ótimo nadador;
• O animal tem capacidade de se camuflar em meio à floresta, o que o protege dos seus principais predadores (onça pintada, gato do mato e harpias);
• Quando falamos da lentidão do bicho-preguiça realmente não estamos brincando – para cada 45m andados por nós humanos, ele se movimenta apenas um.