Ciclo da Água: O que é, Características e Inimigos


Ciclo da Água

O ciclo da água, também chamado de ciclo hidrográfico, é o nome dado às várias transformações que a água sofre na natureza. Em condições naturais, a água passa por diversos processos físicos ao longo de seu curso, circulando entre os estados líquido e gasoso. Contudo, alguns locais possuem especificidades e até mesmo obstáculos para que o ciclo da água aconteça naturalmente.

O ciclo do inicio ao fim

A água presente nos lençóis freáticos subterrâneos sobe pelo solo até chegar às nascentes dos rios, onde estão na superfície, em contato com o ar. O calor do sol faz com que a água dos rios e do mar evaporem, subindo à atmosfera. A água que sai dos vegetais durante o processo de transpiração também evapora para se condensar e formar as nuvens.

São micro gotículas de água, invisíveis a olho nu, mas que evaporam e se condensam formando nuvens. Dias quentes fazem com que mais água evapore, por isso, em locais bastante úmidos, como é o caso de boa parte do Brasil, a temporada de chuvas costuma ser no verão.

Quanto maior a condensação, mais pesada fica a nuvem, abaixando a temperatura da água, até que ela se liquefaça e caia em forma de chuva. É o que chamamos de precipitação. Após cair, a chuva se infiltra no solo onde é direcionada novamente para rios, vegetais e para o mar.

Obstáculos ao ciclo da água

Em muitos lugares, o ciclo da água já não é mais tão regular e falha em levar este líquido fundamental para as pessoas. Isso acontece principalmente em grandes cidades, onde se formam ilhas de calor que impedem o movimento natural das nuvens. Além disso, quando utilizada em processos industriais e misturada a outras substâncias, a água pode ter mais dificuldades para evaporar ou adentrar ao solo, prejudicando o ciclo hidrográfico e causando secas intensas mesmo em locais úmidos.