Movimentos dos Vegetais (Tropismos): Movimentos de Crescimento e Deslocamento


Tropismos

Os tropismos são movimentos de crescimento (curvatura) da planta cuja direção depende da direção do agente excitante. O tropismo é positivo quando o órgão se curva na direção do agente excitante e negativo quando ocorre o contrário. Os tropismos mais importantes são o fototropismo e o geotropismo. E a curvatura em relação a uma fonte luminosa. O caule apresenta fototropismo positivo, e a raiz, quando responde à ação da luz – o que nem sempre acontece – fototropismo negativo. Os  movimentos vegetais são de dois tipos: de crescimento ou curvatura; de locomoção ou deslocamento.

Movimentos dos Vegetais

Movimentos de Crescimento

O fototropismo é explicado por duas hipóteses:
A luz unilateral provoca a destruição da auxina na extremidade do caule.
A luz unilateral provoca uma redistribuição das auxinas. Esse hormônio, estimulado pela luz, migra o lado iluminado para o lado escuro.

Geotropismo: É a curvatura do caule e da raiz em relação à força de gravidade. A raiz apresenta geotropismo positivo, e o caule, geotropismo negativo. Existem outros tipos de tropismo, como o tigmotropismo e o quimiotropismo.

Tigmotropismo é o movimento de enrolamento de gavinhas em torno de um suporte. O estímulo para que ele ocorra é o contato da gavinha com o suporte.

Quimiotropismo é o movimento que ocorre no crescimento do tubo polínico, que se desenvolve na direção do óvulo, como ocorre na reprodução das angiospermas. Supõe-se que esse crescimento seja estimulado por substâncias químicas produzidas pelos órgãos femininos.

Quimiotactismo é o deslocamento em relação a um estímulo químico. Os gametas masculinos (anterozóides) das plantas nadam à procura do órgão feminino, estimulados por substâncias químicas.

Fototactismo é a locomoção em relação à luz. Os cloroplastos existentes no interior das células movimentam-se em resposta a um estímulo luminoso, sendo atraídos pela luz fraca e repelidos pela luz forte.

Aerotactismo é o deslocamento em relação a uma fonte de oxigênio. Observa-se o fenômeno nas chamadas bactérias aerotácteis positivas, que procuram uma fonte de oxigênio, e nas aerotácteis negativas, que se afastam dessa fonte.

Os nastismos são movimentos de curvatura que ocorrem independentemente da direção do agente excitante, sendo determinados pela presença deste e pela simetria do órgão que reage. Esse tipo de movimento só acontece em órgãos dorsiventrais, como as folhas e as pétalas de flores. Não existem nastismos positivos ou negativos, uma vez que a reação sempre ocorre da mesma maneira. Existem diversos tipos de nastismos, como fotonastismo, tigmonastismo e quimionastismo.

Classificação (indiferenciados)

Fotonastismo é o fenômeno observado em flores, como a onze-horas, que abre a corola durante o dia e a fecha ao entardecer, ou como a dama-da-noite, que abre a corola durante a noite e a fecha durante o dia. Nesse fenômeno, não importa a direção dos raios luminosos, mas as variações de luz.

Tigmonastismo é o fenômeno observado em algumas plantas carnívoras, como a Drosera (orvalhinha), que dobra os seus tentáculos para o interior da folha quando eles são tocados por um inseto, aprisionando-o.

Quimionastismo é o fenômeno observado na Drosera (orvalhinha) quando seus tentáculos se dobram em resposta a substâncias químicas emanadas de insetos. Para que esse tipo de reação aconteça, não é preciso que os tentáculos sejam tocados.

Proplastídeos: São os precursores de outros plastídeos e estão sempre presentes nas regiões meristemáticas da planta. Sua forma é geralmente esférica ou ovóide e o estroma é quase uniformemente denso e finamente granular. Contém poucos ribossomos, com o sistema interno de membranas pobremente desenvolvido.

Amiloplastos: São plastos sem pigmento que contêm grânulos de amido.

Leucoplastos: São plastos sem cor envolvidos na síntese de monoterpenos, compostos voláteis contidos em óleos essenciais.

Etioplastos: São plastídeos que se desenvolveriam de proplastídeos para cloroplastos mas foram submetidos à ausência de luz. É encontrado somente em folhas estioladas e outros tecidos verdes crescidos no escuro.

Movimentos de locomoção

Os tactismos são movimentos de locomoção dos seres vivos. São orientados em relação ao agente excitante e podem ser positivos ou negativos. São positivos quando há procura do agente excitante por parte do ser vivo e negativos quando há afastamento. Entre os diversos tipos de tactismos, destacam-se: guimiotactismo, fototactismo e aerotactismo.

Cloroplastos: Têm a Função de absorver energia luminosa, indispensável para a ocorrência da fotossintese. Além disso, os cloroplastos sintetizam clorofila, carotenóides, bases nitrogenadas e ácidos graxos. Existem evidências de que os cloroplastos são evolutivamente descendentes de bactérias de vida livre que invadiram células fotossintetizantes. A presença de DNA no estroma é a evidência deste fato.