Plasma Sanguíneo


No processo de circulação sanguínea de nosso organismo, podemos encontrar o plasma, que se caracteriza por ser a parte mais líquida do sangue. Ele corresponde a cerca de 55% do volume total do sangue humano. Mas quais são as suas características e propriedades? Aqui nesse artigo, nós vamos explicar tudo sobre o plasma sanguíneo para que você entenda mais sobre o assunto.

Plasma Sanguíneo

O plasma sanguíneo tem uma importante contribuição para o organismo. Para se ter uma ideia, o volume médio de sangue de um adulto normal que pese cerca de 60kg pode corresponder a aproximadamente 35ml de plasma e 25ml de hemácias por quilo. Isso, obviamente, quando o hematócrito está em seu estado regular.

Por participar do processo de circulação sanguínea, o plasma é repleto de diversos componentes e substâncias. Entre os principais, podemos encontrar sais minerais, proteínas, gás carbônico e outros elementos que estão dissolvidos em água. Mas quais são as verdadeiras funções do plasma? Ele realiza diversas atividades que são essenciais para o nosso organismo.

Quais são as principais atividades do plasma sanguíneo

Uma das atividades mais importantes do plasma é a de transportar o gás carbônico produzido na respiração celular. Esse gás, quando dissolvido no plasma, se dirige até os pulmões, podendo proporcionar o ar que nós exalamos.

Como ele pode transportar o gás carbônico, ele também carrega consigo diversos nutrientes. Esses nutrientes, quando absorvidos pelo intestino, podem ser levadas até as demais células do corpo.

Como o plasma alcança as células, ele consegue transportar também os resíduos que são produzidos pela mesma. Por percorrer por todo o corpo, esses resíduos conseguem alcançar o fígado. Lá, eles serão processados, e depois se deslocarão para os rins para poderem ser eliminados pela urina.

Além disso, o plasma sanguíneo pode ser um excelente aliado para a defesa do organismo. O plasma tem por característica carregar algumas substâncias que podem ser essenciais no combate contra toxinas e demais microrganismos que podem fragilizar a saúde.

Ao mesmo tempo ele pode auxiliar nos processos de coagulação do sangue. O plasma contém algumas substâncias que podem atuar diretamente na coagulação do sangue. Ou seja, o plasma pode ser um excelente aliado caso ocorra o rompimento de algum vaso sanguíneo.

Quais são as principais características do plasma sanguíneo?

O plasma tem por grande característica ser extremamente aquoso. Cerca de 95% da sua formação é composta por água. O restante se distribui em proteínas e outras substâncias dissolvidas no organismo como nutrientes, gases, excretas, hormônios e demais enzimas.
Devemos destacar que uma das proteínas mais abundantes no plasma é a albumina, que é essencial para o desenvolvimento e funcionamento correto do organismo. Essa proteína assegura que haja um equilíbrio entre os tecidos e a coagulação do sangue.

Mas na verdade, o plasma tem muito mais funções dentro do funcionamento do corpo humano. Ele é responsável por transportar alguns elementos e outras substâncias dissolvidas no organismo, como os nutrientes dos alimentos, e também pode transportar produtos tóxicos, como o dióxido de carbono. Além disso, o plasma pode transportar demais substâncias que estão presentes em medicamentos. Ele é o verdadeiro responsável em transportar os medicamentos que ingerimos para todo o corpo.

O plasma possui diversas outras funções importantes. Ele é capaz de permitir o livre fluxo dos seus componentes com o líquido intersticial, através de poros que existem na membrana capilar. Todas as proteínas consistentes no plasma, em virtude das dimensões da sua molécula, não conseguem atravessar a membrana capilar, e por isso permanecem no sangue.

A água também é um componente que se difunde pelo plasma. As moléculas do componente conseguem se difundir livremente. O processo de saída da água do plasma através dos capilares é controlado pelo procedimento de pressão coloido-osmótica e também pelo estado de permeabilidade das membranas. Isso significa que as proteínas extraem água dos tecidos para os capilares, porém ao mesmo tempo conseguem dificultar a saída dela dos capilares para os tecidos.

O processo de pressão coloido-osmótica também é controlado pela proteína albumina, que está presente no plasma. A concentração das proteínas no plasma sanguíneo chega a ser três vezes maior do que no líquido intersticial.

Outro componente que encontramos no plasma sanguíneo é a linfa, que se caracteriza por ser um líquido esbranquiçado quase transparente. Ele tem uma coloração levemente rosada ou amarelada, é alcalino e possui um sabor salgado. Além do plasma sanguíneo, a linfa também é composta por proteínas e glóbulos brancos.

Você sabia também que existe um modo de separar as células do sangue do plasma? Pois é. Esse processo pode ser realizado de uma maneira bem simples conhecida como centrifugação. Existe também uma terapia que envolve a separação do plasma das hemácias, conhecida como plasmaferese.

Como você observou nesse artigo, o plasma sanguíneo é um elemento extremamente essencial para a manutenção e regulação do nosso organismo.