Reino Vegetal: Características Gerais, Ciclo Reprodutivo, Briófitas, Gametófitos e Pteridófitas


Reino Vegetal

Também chamado de Reino Plantae, o Reino Vegetal é caracterizado por organismos que produzem seus próprios alimentos (autótrofos) e clorofilados. Aliás, é por meio da fotossíntese que são capazes de produzir seu próprio alimento a partir da energia da luz solar.
Trata-se de um grupo extremamente importante, pois forma base da cadeia alimentar, já que produz matéria orgânica que alimentam os seres heterótrofos, que por sua vez nutrem uma série de organismos consumidores.

Ciclo reprodutivo de briófitas

Neste grupo estão presentes plantas pequenas que vivem em locais úmidos e com sombra, como o musgo. O tamanho reduzido se dá ao fato de não possuírem vasos, ou seja, os nutrientes são transportados de célula em célula.
Sua reprodução apresenta duas fases. Na primeira, sexuada, ocorre a produção de gametas, e por isso é chamada de gametófito, que quando é masculino possui gametas imóveis chamados de anterozóides.
Já no gametófito feminino, ocorre a produção de gametas imóveis, as oosferas, para as quais os anterozóides são levados pela água da chuva e os fecunda, dando origem ao zigoto.
Nesta etapa começa a reprodução assexuada, pois o zigoto dá origem ao esporófito, que produz esporos – que quando maduros são liberados e podem dar origem a um novo broto.

Ciclo reprodutivo de pteridófitas
Diferente das briófitas, as pteridófitas são plantas que possuem vasos, e por consequências caule, raiz e folha verdadeiros. Também vivem em ambientes úmidos e com sombra, como é o caso da samambaia.
Sua reprodução também é composta por uma fase sexuada e outra assexuada, mas a ordem em que ocorrem é invertida.
A primeira fase é a fase assexuada, pois as pteridófitas são produtoras de esporos, que quando estão maduros são liberados no solo.
Quando esses esporos germinam, dão origem ao protalo, uma planta pequena com forma de coração. Essa planta é sexuada, uma vez que produz gametas, anterozóides e oosferas, que quando fecundadas dá origem ao zigoto, originando uma nova planta, que quando adulta reinicia o processo de reprodução.