Resumo da Alimentação Saudável


De acordo com um levantamento divulgado em 2014, mais de dois bilhões de pessoas no mundo todo estavam obesas ou em situação de sobrepeso, o que representa aproximadamente 30% da população mundial. Enquanto isso, no Brasil, mais da metade dos habitantes estão acima do peso e quase 18% são obesos. Considerando que esses dados já têm um ano, é possível que esses números (já alarmantes) tenham subido, porque infelizmente, essa é a tendência.

O excesso de peso pode ser provocado por uma série de fatores, mas um dos principais são os hábitos alimentares. Com uma rotina cada vez mais corrida, ser saudável é uma coisa que fica cada vez mais em segundo plano e o organismo sente.

Leia um resumo da alimentação saudável e, caso ela ainda não faça parte da sua vida, está em tempo de mudar!

Alimentação Saudável

Resumo da alimentação saudável – conceito e importância

Basicamente, ter uma alimentação saudável, de acordo com os nutricionistas, significa priorizar os alimentos naturais, como as frutas, verduras, legumes e grãos, deixando de lado aqueles produtos industrializados com os quais estamos tão acostumados. Por mais que esses alimentos que já vêm praticamente prontos para o consumo representem uma facilidade, eles possuem muitas calorias, gorduras saturadas, açucares e sódio em excesso, conservantes e muitas outras substâncias que são prejudiciais.

Diferente do que muita gente pensa, ter uma alimentação que não é saudável não prejudica apenas a estética, mas principalmente a saúde. Existe uma série de doenças que são relacionadas ao excesso de peso e aos hábitos alimentares desequilibrados. Como exemplos, podemos citar:

Diabetes

As células de uma pessoa que está acima do peso são mais resistentes aos efeitos benéficos da insulina e isso acaba favorecendo o desenvolvimento da diabetes de tipo 2. É por isso que a mudança de hábitos alimentares faz parte do tratamento.

• Colesterol alto

O LDL, popularmente conhecido como colesterol ruim, também aparece com mais facilidade em quem está acima do peso considerado ideal. O problema é que quem tem colesterol alto, por consequência, acaba tendo também 20% a mais de chances de sofrer com doenças coronarianas, que por sua vez, podem levar a um infarto do miocárdio.

• Câncer

Pouca gente sabe, mas o excesso de peso também é um fator de risco que aumenta as chances de desenvolvimento de vários tipos de câncer em até 50%. Só para citar um dos exemplos, as mulheres obesas são mais propensas a terem o câncer no endométrio. Mais uma razão para cuidar da alimentação.

• Infertilidade

As mulheres com excesso de peso, além de terem mais chances de sofrer com câncer de ovário, podem ser vítimas da insuficiência ovariana. É importante que o organismo esteja dentro do peso adequado para produzir a quantidade de hormônios correta para regular a menstruação e a ovulação. É por isso que a infertilidade, infelizmente, também é uma das consequências do excesso de peso, consequentemente, de não ter uma alimentação saudável.

E existem várias outras doenças que também estão relacionadas com maus hábitos alimentares, como úlceras, infecções na pele, pedras na vesícula biliar, cálculos renais, hipertensão arterial e outras.

Resumo da alimentação saudável – como adotar no cotidiano?

Após esse resumo da alimentação saudável com os riscos de não segui-la, veja algumas dicas para fazer com que ela se torne um hábito natural em seu dia a dia:

• Não fique muito tempo sem se alimentar, coma de três em três horas, em porções pequenas. Assim, você vai se sentir sempre saciado e ainda faz com que o seu metabolismo se mantenha funcionando de forma correta e rápida. É uma das melhores maneiras de evitar a tentação de comer algo pobre do ponto de vista nutricional.

• Mude a sua geladeira, os armários e a dispensa. Crie o hábito de comprar alimentos naturais, para ter opções saudáveis na hora das refeições. Acabe com os refrigerantes, salgadinhos, alimentos prontos congelados ou, pelo menos, diminua drasticamente a quantidade deles.

• Faça substituições saudáveis. Ao invés de comer uma barra de chocolate, prefira uma barrinha de cereais. Tenha frutas picadinhas dentro de potes guardados na geladeira para quando for a hora de fazer um lanche entre as refeições principais. Troque o presunto pelo peito de peru light. Você vai perceber que é tudo uma questão de mudar os hábitos e se adaptar. Demora menos do que você imagina!

• Troque o sal por ervas aromáticas na hora de temperar os alimentos. Além de acrescentar sabores deliciosos às refeições, elas ficarão bem mais leves e saudáveis.

• Troque a farinha branca pela integral, que é rica em fibras, prolongando a sensação de saciedade e ajudando a regular o funcionamento do intestino.

• Se você não tem tempo de almoçar em casa, tente levar o almoço para o trabalho, evitando comer em restaurantes e lanchonetes. É mais saudável e mais seguro também, pois você conhece a procedência de todos os alimentos que está consumindo.