Resumo RNA


O RNA corresponde à sigla para ácido ribonucleico. Podemos afirmar que o RNA é o responsável por efetuar síntese de proteínas da célula. Vale citar também que o RNA é se apresenta geralmente no formato em cadeia simples, que pode, algumas vezes, ser dobrado.

Resumo RNA

A ciência classifica o RNA em três tipos básicos e diferentes:

  • RNA Ribossômico: Ele é representado pela sigla RNAr ou também rRNA. O RNA Ribossômico é o que apresenta maior peso molecular dos três, bem como é o constituinte principal do ribossomo, esse elemento que tem relação com a síntese de proteína na célula.
  • RNA Mensageiro: Ele é representado pela sigla RNAm ou mRNA. Além disso, o RNAm possui um pelo molecular intermediário.
  • RNA Transportador: Ele é representado pela sigla RNAt ou tRNA. Esse RNA é o que conta com o menor peso molecular, bem como ele é o responsável por exercer o transporte dos aminoácidos que serão usados na síntese de proteínas.

O RNA é formado por uma ribose, por um fosfato e também por uma base nitrogenada. A composição do RNA, de certa maneira, possui alguma semelhança com a constituição do DNA. No entanto é válido salientar que ela ainda assim denota algumas distinções como:

  • O RNA é constituído por uma cadeia simples e não por uma de dupla hélice como ocorre no caso DNA.
  • Um filamento de RNA pode dobrar-se de tal maneira que alguns elementos das suas próprias bases ficam emparelhada umas com as outras.
  • O RNA conta com a capacidade de assumir uma grande diversidade de formatos moleculares tridimensionais mais complexos do que a dupla hélice de DNA.

Depois de pronto, o RNA ruma para o citoplasma celular, que é o local onde ele irá exercer a sua principal tarefa, que é efetuar o controle da síntese de proteínas.

O RNA também é constituído por bases nitrogenadas, que são:

  • A Adenina: É uma purina que atua na respiração celular e também na síntese de proteínas.
  • A Guanina: Principal base que atua na formação de cadeias polinucleotídeas.
  • A Citosina: é uma base nitrogenada e que atua como um dos componentes do código genético.
  • A Uracila: No código genético é uma base nitrogenada representada pela letra U. Ela é uma base que funciona como um complemento à adenina e é exclusiva do RNA, não sendo existente no DNA.

As características do RNA

Entre as várias características que constituem o ácido ribonucleico, é possível citar também que ele conta com açúcar ribose em seus nucleotídeos, ao contrário do DNA, que possui desoxirribose. Os grupos de açúcar do ARN contam com um par constituído pelos elementos oxigênio-hidrogênio, que estão conectados ao carbono, enquanto no DNA apenas um átomo de hidrogênio é ligado ao carbono 2.

A síntese do RNA é, de uma forma geral, catalisada pela enzima conhecida como RNA-polimerase, que para isso faz uso do DNA como modelo em um processo que recebe o nome de transcrição. O passo inicial da transcrição tem o seu começo relacionado com a ligação de uma enzima a uma sequência promotora no DNA. Essa enzima é chamada de “upstream” de um gene. Além disso, a dupla hélice do DNA é desenrolada graças à atuação da enzima conhecida como helicase.

Em células eucariontes o RNA é localizado em duas estruturas:

  • No citoplasma: É nessa região onde ele se encontra em abundância. O citoplasma é o espaço existente entre a membrana plasmática e o envoltório nuclear. Além disso, ele é preenchido por uma substância chamada citosol.
  • No núcleo: É o local onde ocorrem as separações químicas e reações.

As três classificações do RNA

Como foi devidamente explicado em parágrafos anteriores, O RNA é classificado em RNA Mensageiro (RNAm), RNA Trasnportador e RNA Ribossômico (RNAr).

O mensageiro, como o próprio nome indica, é o RNA responsável por conduzir a informação do DNA do núcleo até a região do citoplasma, onde a proteína será produzida. Uma vez o RNA é uma cópia de algumas fitas de DNA, é a partir dessa informação que o RNA mensageiro pode estipular quais são os aminoácidos que serão utilizados para a formação de alguma proteína.

O RNAt, por sua vez, transporta os aminoácidos que serão utilizados na constituição das proteínas até os ribossomos, que é o local onde irá ocorrer a síntese das proteínas. Vale salientar que cada RNAt possui um agrupamento de três nucleotídeos para formar os aminoácidos.

O RNAr, por outro lado, é o responsável por participar na constituição e formação dos ribossomos, que são granulações presentes no citoplasma e também no retículo endoplasmático. Os ribossomos são importantes porque atuam na síntese das proteínas.

De uma forma geral, é possível afirmar que o RNA atua em conjunto com o DNA na regulação de funções na célula, sendo assim importantes elementos estruturais dos organismos vivos.