História e regras do Futsal


O futsal, também conhecido popularmente como futebol de salão, consiste em uma modalidade do futebol que surgiu na década de 30, quando alguns jovens que frequentavam a ACM – Associação Cristã de Moços localizada no estado de São Paulo e também no Uruguai queriam jogar futebol, porém, tinham uma dificuldade tremenda no momento de encontrar campos de futebol.

Futsal

Por isso, os jovens começaram então a improvisar algumas peladas, ou melhor, alguns jogos em quadras que no clube eram designadas unicamente para a prática de esportes como o hóquei e o basquete. No hóquei, por sua vez, é interessante destacar que os alunos utilizavam as próprias traves desse esporte como se fossem redes de futebol.
História do futsal

Nos anos 30, quando o esporte foi criado, o Uruguai era um país muito conceituado no cenário mundial no que diz respeito à prática de futebol, principalmente pelo fato de que a seleção do país foi a bicampeã olímpica, e o país foi também sede da primeira Copa do Mundo realizada e já promovida pela própria FIFA, sendo também a seleção vencedora do campeonato neste ano.

Assim, os uruguaios consideram que o criador do esporte foi Juan Carlos Ceriani Gravier, professor da ACM do Uruguai, onde a prática acontecia nas quadras de basquete do local.

Assim, foi em 1933 com a aceitação do esporte que o professor deu continuidade ao feito, cirando então algumas regras que tinham como base quatro diferentes esportes, começando pelo futebol, e dando continuidade pelo pólo-aquático, handebol e é claro o próprio basquete.

Do basquete, o professor tomou como base as faltas pessoais, o revezamento e troca dos jogadores e o tempo do jogo. Já no handebol, a regra era simples: não é possível fazer gols de qualquer distância. Do futebol, o professor adotou toda a condição e do pólo-aquático ele adotou quase que integralmente as regras que especificavam a atuação do goleiro em meio ao jogo.

Porém, alguns brasileiros consideram que a criação foi deles, ou então, de ambos os países, pelo fato de que o esporte era praticado não só na instituição do Uruguai como também na brasileira.

Não tardou para que a técnica se distribuísse por todo o território brasileiro, e na década de 50 ele já estava presente nos mais diferenciados estados do Brasil. Assim, foi também nesta época que as federações estaduais começaram a ser criadas para o futebol de salão, visando a criação de times em cada estado brasileiro.

E tudo foi então resolvido e oficializado quando a prática passou então a ser considerada oficializada pela Confederação Brasileira de Desportos, com a padronização de todas as regras e a aceitação de todas as federações estaduais como se fossem filiadas da mesma.

O primeiro livro com todas as regras do futsal foi lançado no ano de 1956 por Luiz Gonzaga de Oliveira, da própria Federação Paulista de Futebol de Salão.

Há ainda a dúvida no que diz respeito a paternidade do futsal, principalmente pelo fato de que a Federação Uruguaia de Futebol só foi criada no ano de 1965, e o esporte nesta época já era oficializado no Brasil.

Nos dias de hoje, o futebol de salão é um dos esportes mais importantes e mais jogados em todo o território brasileiro, o que o faz inclusive um esporte “genuinamente” do nosso país.

Como se joga futsal

O futsal não deixa de ser uma adaptação do tão famoso futebol, porém, ao invés de ser jogado no campo ele agora vai para as quadras.

Os espaços pelos quais a prática acontece são chamados de quadras polivalentes, pelas quais é também possível jogar outros esportes como o próprio vôlei e o basquete.

No que diz respeito a quantidade de jogadores, são 5 jogadores para cada time, a bola de futsal é mais pesada e também menos flexível, e um pouco menor.

A quadra possui entre 24 e 42 metros de comprimento, por 15 a 22 de largura. O objetivo do jogo, por sua vez, é marcar os chamados “atentos”.

Regras básicas do futsal

O futsal também é repleto de regras, que são únicas do esporte.

No que diz respeito aos jogadores expulsos, devemos destacar que quando isso acontece e não pode nem jogar mais na partida, assim como também não pode ficar no banco de reserva. O time, por sua vez, também sai perdendo: fica 2 minutos jogando apenas com quatro jogadores, ou até o momento em que sofre um gol. Em ambos os casos, um jogador é liberado para compor o time e completa-lo novamente.

A bola de futsal toda vez que sair da quadra sejam pelas linhas laterais, pelos fundos ou pelo próprio solo fica totalmente fora do jogo.

Quando um pênalti acontece, o goleiro deve ficar totalmente na linha do gol, e a sua movimentação para a defesa se limita unicamente a esta linha.

No escanteio ou na realização dos laterais, caso o atleta jogue a bola em um sentido contrário as suas próprias metas e a bola entrar no gol, mesmo que toque ou não no goleiro, o gol não é validado.

Além disso, quando algum jogador vai simplesmente cobrar uma falta e lança a bola diretamente no gol e ela entra, o tento não é validado, e é marcado um novo arremesso de canto no caso a favor do time adversário, já que é proibido fazer gols nesse estilo.

Para que seja possível a realização de um arremesso lateral, a bola do futsal deve sempre ficar apoiada no solo, junto ou sobre a própria linha que demarca as laterais do jogo. Ela deve ficar na parte de fora da quadra, e os movimentos podem ser leves neste caso.

Caso o goleiro a equipe demore muito para realizar o seu arremesso de meta (exatos 4 segundos), o tiro livre indireto, também caracterizado como dois lances é concedido ao time adversário.

Por fim, devemos destacar que o futsal é um esporte praticamente tanto por homens quanto por mulheres e é de extremante importância no território brasileiro, sendo um dos mais populares em toda a América Latina.