Resumo Natação


A atividade de natação começou a ser praticada no período da antiguidade, quando os homens primitivos começaram a nadar em busca de alimentos. Posteriormente, a prática foi adotada como método de treinamento na Grécia Antiga, até ser proibida e ficar adormecida por bons séculos. A natação volta ao cenário global séculos mais tarde, sendo incentivada pelo império de Luís XIV, na França. Neste período foi realizada a construção da 1ª piscina para a prática comunitária deste esporte.

Resumo Natação

Porém, a natação que conhecemos hoje é dividida em vários estilos – que por sua vez, foram criados por pessoas e em épocas diferentes. Neste artigo, confira um resumo sobre a natação, suas modalidades, benefícios e até mesmo algumas curiosidades.

Resumo sobre a natação e seus estilos

Foi apenas no século XIX que a natação se tornou um esporte oficial. A 1ª competição de atletas oficial ocorreu em território australiano, no ano de 1858. Em seguida, ela se popularizou pelos Estados Unidos, Inglaterra e por toda a Europa.

A natação se tornou parte dos Jogos Olímpicos em 1896, ou seja, no “retorno” dos jogos na Era Moderna, em Atenas. E não tardou para que a natação fosse difundida no Brasil. Ela chegou ao nosso país em 1898, quando os competidores atravessaram, no Rio de Janeiro, a Fortaleza de Villegaignon até a Praia de Santa Luzia (distância de, em média, 1500m).

Em 1908 a FIN (Federação Internacional da Natação) foi criada para estabelecimento de regras envolvendo não só os estilos de natação, como também, outras modalidades aquáticas – tais como o polo aquático, nado sincronizado e saltos ornamentais.

Para definir as diferentes modalidades de natação deve-se considerar tanto o movimento dos braços e pernas como o próprio posicionamento da região do tórax. Com base nisso, os estilos são: nado livre (também conhecido como crawl em competições olímpicas e/ou internacionais), nado peito, nado borboleta e nado costas.

Já a modalidade de nado medley é aquela em que os competidores devem nadar em todos os estilos, porém, em uma ordem estabelecida: nado borboleta, nado costas, nado peito e, por fim, nado livre (crawl).

Regras da natação

A natação é um esporte com diferentes estilos e, por isso, além das regras específicas para cada um deles, há também as regras gerais.

Entre elas, destacam-se:

  • Uma piscina olímpica conta com 2m de profundidade e dimensões de 50 por 25m;
  • Atualmente, a prática do esporte pode ser realizada tanto em lugares fechados como abertos;
  • As piscinas olímpicas são divididas em 8 diferentes partes iguais e cada uma delas é denominada “raia”.

Nos dias de hoje, as modalidades olímpicas do esporte são:

  • 50/100/200/400m Crawl (nado livre);
  • 800m Crawl livre – somente para as atletas do sexo feminino;
  • 1500m Crawl livre – somente para os atletas do sexo masculino;
  • 100/200m costas;
  • 100/200m peito;
  • 200/400m medley;
  • 100/200m borboleta;
  • Revezamentos: 4x100m livres/ 4x100m estilos/ 4x200m livres.

Benefícios, curiosidades e demais informações sobre a natação

A natação está entre os melhores esportes para a manutenção da saúde. Isso porque não são poucos os benefícios proporcionados pela prática.

Primeiramente, destaca-se o fato de que a natação trabalha praticamente todas as articulações e os principais grupos musculares do corpo. Além disso, a prática estimula o desenvolvimento do sistema cardiovascular e respiratório.

Outros benefícios da prática da natação são: fortalecimento do sistema imunológico, melhora do equilíbrio e capacidade cognitiva, diminuição das taxas de colesterol e açúcar no sangue e melhora dos sintomas de doenças respiratórias, como é o caso de bronquite, asma ou rinite alérgica.

E para os que buscam emagrecimento a natação também é considerada a melhor: são entre 800 a 1100 calorias queimadas a cada hora de prática da atividade.

Curiosidades sobre a natação:

  • Os competidores que possuem os melhores tempos têm direito a escolherem uma das raias centrais da piscina nas competições que participam;
  • Em competições, até mesmo a água da piscina deve ser medida: tendo entre 25 a 28 graus célsius;
  • As piscinas só surgiram para a prática das competições de natação na década de 1930. Pois é: antes disso todas elas eram realizadas em alto mar;
  • O ato de queimar a largada, ou seja, pular na piscina antes do tiro, é totalmente proibido. Quem o fizer em uma competição oficial está sujeito à desclassificação;
  • No nado livre, uma região do corpo SEMPRE deve estar para fora da água. Por outro lado, no nado costas o corpo só pode ficar submerso na largada e nos primeiros 15m após viradas;
  • No nado borboleta, que é realizado com os dois braços, também é obrigatório bater na parede com as duas mãos para completar a volta. E o mesmo também ‘serve’ para o nado peito, em que ambas as mãos devem tocar a parede (seja após o toque na borda ou virada).