Parapsicologia


A parapsicologia consiste na ciência responsável pelos estudos de natureza psíquica, que possam parecer ‘anormais’ ou ‘sobrenaturais’ – mesmo que, de alguma forma, estejam relacionados com a vivência do ser humano.

Os profissionais que se dedicam a esse segmento da psiquiatria estudam principalmente as causas e consequência desses fenômenos, que estão circundados por uma série de mistérios – tanto físicos como emocionais.

A parapsicologia é uma matéria ampla e com dificuldades, uma vez que trabalha diretamente com o potencial desconhecido presente em nossa mente. Até a atualidade não há nada que prove alguns fenômenos estudados por esse ramo da psiquiatria, como é o caso da telecinese ou telepatia, por exemplo, o que torna os estudos ainda mais complexos e confusos.

Parapsicologia

O histórico e características dessa ciência

A parapsicologia tem como base a demonstração de que os universos subjetivos e objetivos não estão assim tão afastados um do outro, o que materialistas, tradicionalistas e principalmente os cientistas tentam nos provar a todo custo.

Sendo assim, a defesa desse setor parte de um viés contrário em que o que é objetivo e subjetivo devem interagir entre si e possivelmente se entrelaçar. Tal ação facilita a explicação de fenômenos que ocorrem na natureza humana, mas que não tem qualquer tipo de explicação científica além da própria experiência única da mente humana.

A ciência e principalmente os mais céticos tendem em afirmar que tais fenômenos são anormais e que não há possibilidade de explicação ou comprovação dos mesmos por meio de métodos tradicionais.

Alguns dos estudos da parapsicologia envolvem como o poder que algumas pessoas têm de mover um objeto de um lugar para o outro, experiências de quase morte, possibilidade de reencarnação ou viver algo novo após a morte, sendo esses alguns dos segmentos pelos quais essa ciência volta os seus esforços.

Quais são os principais ramos de atuação da parapsicologia?

Muitos são os fenômenos trabalhados pela parapsicologia que chamam a atenção – tanto dos céticos como também daqueles que defendem a existência e possibilidade de efeitos e experiências surpreendentes para os seres humanos.
Vamos conhecer um pouco mais sobre cada um dos objetos de estudos da parapsicologia?

1. Telepatia ou leitura de mente

A telepatia depende dos poderes da mente em potencial, se relacionando diretamente com a possibilidade de receber ou enviar pensamentos e ideias de uma mente para outra.

Os experimentos nesse sentido são voltados para tentar tornar a mente humana mais receptiva para esse tipo de fenômeno, fazendo com que outros sentidos (como a audição, por exemplo), fiquem em segundo plano durante o ato.

Alguns estudiosos afirmam que muitos são os avanços na área, mas os críticos teimam em dizer que os resultados são distorcidos pela falta de um ambiente totalmente à prova de som para captar melhores suposições.

2. Premonição

Ver o futuro também está entre os principais estudos da parapsicologia. Histórias envolvendo videntes, adivinhos e demais profetas são conhecidas não é de hoje: desde os tempos da Bíblia, Grécia Antiga e assim por diante.

Desde o século XIX muitos são os esforços para registrar premonições de possíveis eventos futurísticos. O parapsicólogo David Marks, por exemplo, chegou a explicar a teoria de forma exata, dizendo que a premonição e a própria ocorrência do evento podem ser explicadas pela teoria da probabilidade, em que a pessoa analisa, observa e logo prevê tais acontecimentos.

3. Telecinese

O poder de mover objetos com a própria mente também é um dos ramos que mais impressiona. Em 1892 uma fotografia curiosa foi tirada, em que uma pessoa levantava uma mesa só com a mente.

Nesse sentido a grande maioria dos cientistas acredita que a telecinese é impossível com base nas leis químicas, mas outros compreendem a possibilidade do fenômeno parapsicológico por meio de uma explicação que parte da física quântica.

Na Fundação Educacional James Randi um fator interessante envolve esse fenômeno: a instituição oferece um prêmio de um milhão de dólares para quem provar qualquer tipo de evento parapsicológico no programa, como a telecinese por exemplo.

4. A experiência de quase morte

Quem já passou por um acidente muito feio ou situação em que quase chegou à morte pode relatar esse tipo de experiência. A maioria das experiências envolve a possibilidade de enxergar a si próprio fora do corpo, caminhar em algo similar com um túnel ou em direção à uma forte luz brilhante.

Confirmar ou não esse tipo de experiência é algo muito confuso, uma vez que os mortos não têm como nos contar o que realmente acontece após o evento.

5. reencarnação ou vidas passadas

A ideia começou a ser estudada no começo da década de 90, quando as possibilidades de vidas passadas começaram a explicar o pensamento seletivo ou a falsa memória. Porém, a ciência moderna ainda não considera o processo de reencarnação e as respostas até então não são nada conclusivas.