Senso comum e conhecimento científico


Senso comum

Desde o momento do nascimento até o último minuto de vida, o homem está em constante processo de aprendizado. Seja através das experiências da vida ou por meio de um estudo aprofundado em um determinado assunto, o ser humano constrói o seu saber a partir de tudo o que se vive.

Existem, portanto, duas formas de conhecimento: senso comum e conhecimento científico.

Senso comum

O senso comum se refere a todo o conhecimento que vem das experiências do dia a dia. Trata-se de um conhecimento de nível básico, adquirido através das relações com outras pessoas, do convívio com familiares e amigos, da capacidade de reagir e resolver um problema cotidiano, entre outras tantas situações.

É preciso, contudo, tomar cuidado com o senso comum, pois a falta de um conhecimento aprofundado pode contribuir para a propagação de teorias não-verdadeiras, ou ainda, meias verdades. Tomar decisões baseadas no senso comum é um tanto perigoso, pois pode acabar em teorias preconceituosas e inverdadeiras, criando um conflito entre as pessoas envolvidas.

Conhecimento científico

Pode-se dizer que o conhecimento científico é a continuação do senso comum. Trata-se de sair da zona de conforto e ir buscar, em fontes confiáveis e seguras, informações sobre um determinado assunto. É também muito utilizado, por exemplo, para desmistificar fatos não-verdadeiros que foram criados com base no senso comum.

O conhecimento científico, como o nome indica, é o conhecimento provindo da ciência. É a busca constante pela razão, por meio de pesquisas e estudos aprofundados. Como foi explicado, o conhecimento científico tem como base o senso comum, mas não se limita à ele. Utiliza das experiências para um maior aprofundamento em um determinado assunto, mas dessa vez, com base apenas na razão.

O conhecimento científico utiliza-se de teorias, na maioria das vezes, de grandes pensadores, já renomados e reconhecidos nacionalmente e internacionalmente.