Espelhos Esféricos e Mudança de Estado Físico: Refração e Transformações Isotérmicas e Gasosas


Espelhos Esféricos e Mudança de Estado Físico

Espelhos esféricos
Espelho esférico é qualquer superfície lisa e polida com formato esférica, possuindo alto poder de reflexão.
Quando a superfície refletiva for a parte interna, o espelho é chamado côncavo. Já nos casos em que a face refletiva é a externa, o espelho é chamado convexo.

Reflexão da luz e imagem em espelhos esféricos
As duas leis da reflexão de espelhos planos também valem para os espelhos esféricos.
A posição e o tamanho das imagens desenvolvidas pelos espelhos esféricos podem ser apurados a partir do comportamento dos raios que saem do objeto e incidem o espelho. Algumas observações:
Todo raio que incide paralelamente ao eixo principal é refletido passando pelo foco (F), e o caminho inverso também ocorre.
Todo raio que incide sobre o centro de curvatura (C) reflete-se sobre si mesmo.
Todo raio que incide sobre o vértice (V) é refletido simetricamente em relação ao eixo principal. O ângulo de incidência é igual ao ângulo de reflexão.
Quando mudamos a posição do objeto, mudam as características das imagens nos espelhos esféricos. Essas imagens se caracterizam em virtual e real. A imagem virtual é vista no ponto de encontro dos prolongamentos dos raios refletidos Já a imagem real é vista em um ponto onde realmente passam os raios refletidos.
Os espelhos côncavos são muito usados por mulheres para passar maquiagem no rosto, pois amplia a imagem.
Espelhos Convexos
A imagem nos espelhos convexos sempre será virtual, estará posicionada entre o foco(F) e o vértice(V), será direita e o seu tamanho será menor que o objeto.

Refração
E a alteração da velocidade de uma onda ao atravessar a fronteira entre dois meios com diferentes índices de refração. É ela que modifica a velocidade de propagação e o comprimento de uma onda.

Transformação isotérmica
É quando a temperatura permanece constante, mas varia a pressão e o volume da massa gasosa.