Movimento e Repouso: Cinemática e Velocidade Escalar Média


Movimento e Repouso

A cinemática é um braço da física que estuda tão somente os movimentos dos corpos, como uma queda, por exemplo, independente do que tenha sido a causa. Nesta queda, chega-se a conclusão de que o corpo caiu em linha reta, em uma velocidade crescente, durante um determinado período de tempo.

Não são, portanto, explicadas as causas do movimento e o motivo que ocasionou a queda deste corpo, mas sim compreendidos o tempo e a velocidade que este corpo levou até atingir o solo.

Para tanto, para entender sobre cinemática e a velocidade escalar média, alguns conceitos básicos são necessários. Vejamos!

Se você, parado, observar um ônibus andando na rua, perceberá que o mesmo está em movimento com relação a você. Porém, dentro dele, os passageiros se encontram de pé ou sentados, e para eles é como se o ônibus estivesse no mesmo lugar.

A que conclusão chegamos?

Tudo depende do ponto referencial. O ponto referencial do ônibus em movimento é quem está do lado de fora parado.

Outro exemplo de ponto referencial: no aeroporto, quando estamos perto dos aviões, notamos o seu gigantismo e sua formosura à nossa frente. Quando decolam, parecem caber em nossas mãos.

E onde entra a velocidade escalar média nesta história?

Todo corpo em movimento realiza tal percurso em uma distância determinada, em um período de tempo e a certa velocidade, que pode ser a mesma ou variar conforme a distância e o peso deste corpo.

Uma pena jogada do alto de um prédio levará um tempo até cair no chão, sempre com a mesma velocidade do instante inicial. Pode ainda variar a trajetória, em função dos ventos e do seu peso, que é praticamente nulo.

Um suicida, por exemplo, que se atira do alto de um prédio de 40 andares, tem contra si o seu próprio peso, que acelera a velocidade da queda independente de qualquer vento que sopre. Esta queda será retilínea, portanto, e quanto maior a velocidade atingida, menos tempo de percurso e maior o impacto no chão.

O mesmo ocorre com um trem ou ônibus, que parte de um ponto a outro. Para calcularmos essa velocidade média, tomamos a fórmula: V= AS (ponto inicial) / AT (tempo transcorrido).

Vamos a um exemplo prático:

Por volta das 10h, um carro passou pelo quilômetro 10 da BR 101 e depois, às 14h, já estava no quilômetro 250. Qual a sua velocidade escalar média?

V: AS (s – s0) / AT (t – t0)

Logo:

V= AS (250-10)/ AT (14 – 10)

V= 240 / 4

V= 60 KM/h.