África: Características Morfológicas, Hidrografia e Climas


A África, juntamente com a Ásia e a Europa compõe o denominado Velho Mundo. No entanto, a África ocupa uma única placa tectônica, ao contrário da Europa que partilha com a Ásia a Placa Euro-asiática. É o terceiro maior continente do planeta com 30.272.922 km2 de extensão territorial e ocupa o equivalente a cerca de 20% das terras emersas do globo. Está separada da Europa pelo mar Mediterrâneo ao norte e liga-se à Ásia na sua extremidade nordeste pelo istmo de Suez. É banhado pelo oceano Atlântico na sua costa ocidental e pelo oceano Índico do lado oriental.

África

Do ponto de vista geomorfológico o continente africano é formado predominantemente por terrenos cristalinos antigos e apresenta uma série de planaltos situados entre 600 a 700 metros de altitude, fortemente trabalhado pela erosão onde sobressaem picos rochosos isolados que ao se aproximar do litoral descem em direção ao mar em degraus abruptos. As áreas de planícies são raras e acompanham apenas algumas bacias hidrográficas. Como resultado de dobramentos ocorridos no início da era Cenozóica e atividades vulcânicas diversas sobressaem algumas cadeias montanhosas. Em sua porção Centro-Oriental é visível que a ação tectônica agiu intensamente sobre o antigo planalto, criando inúmeras fossas tectônicas, hoje importantes lagos. Entre seus acidentes geográficos mais importantes destacam-se:

1) Cadeia do Atlas: de formação recente, apresenta-se bastante elevada chegando aos 4.000 m de altitude, ocupando territórios da
Líbia, Argélia e Marrocos no Noroeste do continente;

2) Maciço dos Camarões ou Guiné: É uma região de origem vulcânica localizada entre os rios Níger e Congo próximos ao Golfo da Guiné, no Atlântico.

3) Cadeia do Cabo: situada em território da África do Sul, destacando-se os Montes Drakensberg, chegando a 3.650m.

4) Maciço Oriental / Planalto dos Grandes Lagos: é a região mais elevada do continente, geologicamente recente, vários vulcões são encontrados nessa
área, entre eles o Quilimandjaro (5.890m), Quénia (5.300m) e o Ruvenzori (S.lOOm). Nessa área encontram-se também lagos, profundos e alongados como o Niassa, Rodolfo e Tangânica.

5) Maciço ou Planalto da Etiópia: localizado no Nordeste do continente, com picos elevando-se até a 4.600m.

A presença de climas áridos reflete a pobreza e a má distribuição da hidrografia africana. Os rios de maneira geral são pouco navegáveis em razão do relevo planáltico, sendo também pouco utilizado para produção energética devido ao fraco desenvolvimento do continente. Os principais destaques são:

Rio Nilo: é o segundo maior rio do mundo em extensão, nasce na porção Centro-Oriental do continente, no lago Vitória, atravessa o deserto do Saara na direçao sul-norte e desagua no mar Mediterrâneo em território egípcio, depois de percorrer 6.670 km formando um enorme delta.

Rio Congo: é o segundo maior rio da Terra em volume de água. Nasce na porção central do continente, numa região equatorial, corta a Floresta do Congo e após percorrer 4.700 km, desemboca no Oceano Atlântico.

Rio Níger: com 4.200 km de extensão, nasce na Guiné, no extremo Oeste do continente, dirige-se para o Norte em direçao ao Saara, quando se desvia para o sudeste e desemboca em território nigeriano, na baía de Biafra formando um delta.

O continente africano é cortado ao norte pelo Trópico de Câncer, na parte central pelo paralelo do Equador e na sua porção austral pelo Trópico de Capricórnio. Cerca de 80% de suas terras localizam-se em áreas intertropicais. Em razão da sua localização geográfica, das baixas altitudes, existência da corrente fria de Benguela, (que influi diretamente na existência do deserto de Kalahari) e a ação dos ventos Alísios de Nordeste, atingindo o Norte da África com pouca umidade condicionando a formação do Saara, a África apresenta predominantemente paisagens tropicais.

África: principais tipos climáticos

Clima Equatorial: quente e úmido, ocupa a porção Centro-Ocidental da África, e apresenta uma Floresta pluvial latifoliada perenifólia, a Floresta do Congo, semelhante à Floresta Amazônica.

Clima Tropical: situado nos entornes do clima equatorial, ocupa grandes extensões e caracteriza-se pela existência de duas estações: uma seca e outra chuvosa, com temperaturas médias acima de 20°C. As vegetações predominantes nesse ambiente são as Savanas, vegetação arbustiva tropófita; sendo este, o habitat dos grandes animais africanos.

Clima Desértico: no Norte, o Saara; no Sul, o deserto de Kalahari e da Namíbia; apresentam como características: grandes amplitudes térmicas diárias, escassez e irregularidade de chuvas. Sua vegetação se caracteriza pela formação de oásis em locais mais úmidos, com a presença de tamareiras e oliveiras. Ao redor do Saara forma-se uma paisagem denominada de Sahel, cuja vegetação estépica semi-árida emoldura o deserto.

Clima Mediterrâneo: aparecem nas regiões do extremo Noroeste (Magretf) e do extremo Sul/Sudeste. Nesse clima os verões são quentes e secos, enquanto que os invernos apresentam-se suaves e chuvosos. As vegetações predominantes são o Maquis e o Garrigue.