Aspectos Físicos, Humanos, Políticos e Econômicos dos Países Andinos e Guianas na América do Sul


Aspectos Físicos, Humanos, Políticos

A América Andina é a região da América do Sul atravessada pela Cordilheira dos Andes, uma das maiores cadeias de montanha do mundo.

É composta por seis países: Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia e Chile. O conjunto desses países compõem uma extensão territorial de 5,3 milhões de km². Abrigam 144 milhões de habitantes, uma população formada por diversos grupos étnicos, porém majoritariamente, cerca de 70%, formada por mestiços e ameríndios.

O que esses países possuem em comum é o fato de terem sido ocupados pela Espanha. A independência veio no início do século XIX, mas não a criação de um Estado único. São, portanto, ex colônias espanholas, que se inserem no que se convencionou chamar de Terceiro Mundo. As características principais são a matriz econômica primária, baseada na agropecuária e na extração.

Apesar disso, os países possuem, entre si, diferenças quanto à realidade econômica. Quase todos experimentaram uma melhora significativa na organização política e econômica no início do século XXI. Melhoraram o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), mas cada qual tendo esse processo induzido de forma diferente. No Chile, por exemplo, o melhor IDH da região foi obtido com alternância entre políticas liberais e distributivas, enquanto a Venezuela, antes da crise do petróleo, commoditie em torno da qual está estruturada sua economia, cresceu com um regime centralizador, sendo, mesmo na grave crise humanitária em que está submersa, o maior PIB entre os países andinos.

Guianas

A região das Guianas está localizada no nordeste do continente, fazendo fronteira, a noroeste, com a Venezuela, ao norte, com o Oceano Atlântico, a leste, ao sul e sudoeste, com o Brasil.

Trata-se da região menos habitada da América do Sul, produto da colonização de nações europeias, não participantes do Tratado de Tordesilhas: Holanda, França e Inglaterra.

A população é composta, principalmente, de mestiços e indígenas, tendo uma atividade econômica voltada para a cultura de cana-de-açúcar, cacau, frutas tropicais e café.

Compõem esse segmento da América do Sul a Guiana, o Suriname e a Guiana Francesa.