Características Físicas da América do Sul: Geomorfologia, Paisagens e Vegetação


Características Físicas da América do Sul

A América do Sul é um subcontinente de 17,8 milhões de km², localizado em quatro quintos abaixo da Linha do Equador. Ele abrange 12% da superfície terrestre e é ligado ao conectado à América Central.

A América do Sul é banhada pelo Mar do Caribe (ao norte), Oceano Atlântico (à direita) e Pacífico (à esquerda). O clima no subcontinente é predominantemente úmido e quente, sendo que ele está no Hemisfério Sul.

Geomorfologia
A geomorfologia do subcontinente é marcada por três blocos fundamentais: a Cordilheira dos Andes no oeste, a grande depressão na planície central e os planaltos na região centro-leste. Os Andes é a maior cadeia montanhosa do mundo, possuindo mais de 8 mil quilômetros.

Os planaltos são elevadas extensões territoriais localizadas no interior da América do Sul. Entre os planaltos de destaque estão o das Guianas, o Pico da Neblina (Brasil) e a Patagônia (Argentina).

Paisagens e vegetação
A América do Sul possui a maior floresta tropical do mundo, a Floresta Amazônica. Além disso, o Amazonas é o maior rio do mundo e os Andes são a segunda maior cadeia de montanhas do planeta.

No quesito paisagens são centenas de locais. Destacam-se no continente, por exemplo, as Cataratas do Iguaçu (Argentina e Brasil), o Deserto do Atacama (Chile), as ilhas Galápagos (Equador), o arquipélago Fernando de Noronha (Brasil), Machu Picchu (Peru) e Salto Ángel (Venezuela).

A diversidade do subcontinente também é presente na vegetação, que varia de local para local. Na Floresta Amazônica o perfil é de floresta equatorial, por exemplo. Na região sul do Brasil e na Argentina se encontram as pradarias. A pradaria brasileira são os pampas.

Em áreas de clima tropical é possível encontrar as savanas sul-americanas, que são o cerrado no planalto central do Brasil e chaco no Paraguai, por exemplo. A caatinga também está presente, principalmente no nordeste brasileiro.