Mineração no Brasil: Bauxita, Cassiterita, Ouro, Cobre, Nióbio, Sal e Calcário


Minério de bauxita

A principal área produtora situa-se no Pará, que recebeu o suporte energético através da construção da Usina de Tucuruí, cuja exploração é feita em geral por grupos estrangeiros: canadenses, holandeses, noruegueses, japoneses e britânicos. No vale do rio Trombetas, em Oriximiná no Pará, se encontra a principal área produtora com cerca de 80% do total nacional de alumínio. A Cia. Mineradora Rio do Norte (CMRN) cujo maior acionista é a Cia. Vale do Rio Doce é a maior mineradora de bauxita do Brasil (explora cerca de 70%) e também é a maior produtora mundial particular de bauxita.

Mineração no Brasil

Além dela outros grupos como a Cia. Brasileira de Alumínio (CBA) do grupo Votorantin, a Alcoa (EUA) e a Shell (Países Baixos e Inglaterra) são acionistas da CMRN. Há também boa exploração de bauxita em Minas Gerais, nas regiões de Ouro Preto, Mariana e Poços de Caldas onde é explorado principalmente pela Aluvale-CVRD e CBA-Votorantin.

O Brasil possui a 3a maior reserva e é também o terceiro maior produtor de bauxita com cerca de 10% do total mundial, ficando atrás apenas da Austrália e da Guiné. Da bauxita se extrai o alumínio, metal dos mais valiosos pela sua aplicabilidade industrial já que é muito utilizado na fabricação de utensílios domésticos, embalagens, construção civil, indústria aeronáutica e automobilística, entre outras. Sua importância está associada a leveza, resistência à corrosão, grande condutibilidade elétrica, atóxico e muito resistente.

Para a obtenção do alumínio, utiliza-se o processo de eletrólise, o que exige grande quantidade de energia elétrica e eleva o custo do minério.
A maior parte da bauxita explorada no Brasil é exportada para o Canadá, ficando pequena parcela para o mercado interno.

Cassiterita

A cassiterita é o minério do qual é extraído o estanho que é resistente à oxidação. É muito utilizado na liga com chumbo, como solda em aparelhos eletrônicos, na produção de latas, embalagens, material de transporte etc. O Brasil aparece como o quinto maior produtor mundial, atrás apenas da China, Peru, Indonésia e Bolívia. A principal área produtora encontra-se na região Norte, o estado do Amazonas é o principal produtor, seguido por Rondônia e Pará. No Brasil a região Sudeste, especialmente São Paulo, é o maior consumidor. Quanto a exportação os EUA e a Argentina são nossos maiores compradores.

Ouro

O ouro foi um produto importante na economia brasileira durante o período colonialista (ciclo do ouro em Minas Gerais). O Brasil não se posiciona entre os maiores produtores mundiais, mas possui uma das maiores reservas do planeta. Minas Gerais é o maior produtor nacional, seguido do estado do Pará. No final dos anos 1990, foi descoberta uma mina gigantesca em Serra do Leste, ao lado de Serra Pelada, no Pará, explorada pela Vale do Rio Doce.

Cobre

Os minerais que contêm cobre são a cuprita, azurita, calcopirita e malaquita. O cobre é o terceiro metal mais utilizado no mundo, atrás somente de ferro e alumínio. É possível encontrá-lo em diversos objetos e materiais, como fios e cabos condutores de transmissão de energia elétrica. Também é usado em esculturas e tem uso ornamental em ligas com zinco (latão), estanho (bronzes) e prata (joias). As maiores reservas brasileiras são encontradas no Pará, Goiás, Bahia e Rio Grande do Sul. Desde 1996 a CVRD investe na produção de cobre na serra de Carajás, através da Mineração Serra do Sossego e Salobro Minerais.

Nióbio

O nióbio é um metal biocompatível, similar à platina e ao titânio, mas mais barato. O Brasil possui as maiores reservas do mundo e produz mais de 90% de todo o nióbio do planeta. é ainda utilizado na composição de ligas metálicas usadas na fabricação de supercondutores, motores e turbinas de aviões, foguetes devido a alta resistência a combustão, em usinas nucleares devido a sua baixa captura de nêutrons termais. A maior reserva se encontra na região de Araxá, Minas Gerais. O que não é utilizado no mercado interno é exportado para os EUA, Japão e União Europeia.

Os minerais não-metálicos são todos os minerais cujo principal componente não é um metal. Eles tem diversas aplicações tais como material de construção (calcário, areias), na indústria química, alimentícia etc.

Sal

O setor industrial é responsável por 50% do consumo do produto do país, outros 25% na alimentação do homem e o restante na alimentação do gado.
Em função de sua ocorrência é classificado em sal marinho e sal-gema quando encontrado em bacias sedimentares antigas. No Brasil, a produção de sal marinho é o de maior importância, sendo encontrado no Nordeste, cerca de 90%, especialmente no Rio Grande do Norte (Mossoró, Açu, Macau e Areia Branca), Ceará e Piauí. No Sudeste é produzido na região de Cabo Frio e Araruama no Rio de Janeiro. Dentre os fatores que contribuem para a maior produção no Rio Grande do Norte são os climas quentes e secos durante a maior parte do ano e a ação dos ventos alísios na região.

Calcário

É uma rocha sedimentar composta principalmente por carbonato de cálcio. Apresenta grande utilidade na fabricação do cimento, na siderurgia, no tratamento de água e como material de construção. Além de ser corretivo do pH do solo. NO Brasil o calcário é encontrado em abundância, sendo extraído em várias unidades da Federação, em especial em Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

A fosforita, que é o fosfato de cálcio de origem sedimentar, proveniente de organismos marinhos, e a apatita, que surge nas rochas eruptivas e metamórficas, se destacam na produção nacional. Os fosfates são de grande importância para a agricultura na fabricação de fertilizantes. As principais jazidas encontram-se em Araxá (MG), Jacupiranga (SP), Olinda (PE) e Monteiro (PB).

Outros Minerais Explorados no Brasil

Níquel, em Minas Gerais, Goiás, Piauí e Pará. Porém nossas reservas são insuficientes.
Zinco, com reservas em Minas Gerais e Bahia que são os únicos produtores nacionais.
Tungsténio, explorado no Rio Grande do Norte, Pará e Paraíba. O Brasil se destaca na exportação desse mineral que é utilizado no filamento de lâmpadas incandescentes.
Tório, existente nas areias monazíticas encontradas no litoral da Bahia, Maranhão, Ceará e Espírito Santo (Guarapari), sendo também exportado pelo Brasil.