População: Distribuição, Estrutura, População Ativa e Inativa e IDH


População

A distribuição de uma população é uma equação que envolve duas variáveis: quantidade de pessoas e extensão geográfica.

São fatores que influenciam a distribuição da população: as características geográficas, as condições climáticas, fatores históricos, a distribuição da atividade econômica e dos recursos naturais ao longo de um determinado território.

No Brasil, por exemplo, a distribuição geográfica da população é irregular, com grande concentração nas regiões litorâneas e na Região Sudeste. Essa configuração é produto de diversos fatores, dentre os quais o modelo de povoamento adotado na colonização portuguesa, que fixou os recursos humanos ao longo do litoral.

O grande povoamento da região sudeste, por exemplo, tem grande influência de fatores históricos, como o ciclo da mineração a partir do século XVII e o estabelecimento da capital no Rio de Janeiro.

Por outro lado, o desenvolvimento econômico e as oportunidades de emprego fizeram com que grandes contingentes populacionais se deslocassem para a região.

Estrutura

A estrutura da população é o produto do conjunto de características que a diferenciam das demais realidades. Entre os fatores que compõem a estrutura populacional estão participação por faixa de renda, idade, sexo, cor, credo, formação, etc…

A pirâmide etária, de formação e de renda são indicadores da estrutura populacional, servindo de parâmetro para compreensão da sociedade e orientação a políticas públicas.

A população ativa é aquela formada pelas pessoas que trabalham ou estão em busca de trabalho. A população inativa é aquela que, por alguma razão, não trabalham e não estão procurando colocação.

IDH

O IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) é um indicador criado em 1990 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

O propósito da criação desse indicador é aferir o nível de distribuição de bem estar social entre as diversas populações. São pontuações atribuídas às variáveis do IDH, que ficam entre 0 e 1. Quanto mais próximo de zero, pior é o coeficiente de desenvolvimento humano daquela população.

Em 2017, o país com o melhor IDH foi a Noruega (0,949), seguida da Austrália (0,939), da Suíça (0,939) e da Alemanha (0,926). O pior IDH foi o da República Centro Africana (0,352).