Resumo Agricultura


A agricultura nada mais é do que o segmento que se responsabiliza pelo cultivo e pela produção de alimentos em âmbito global – onde também se enquadra a criação de gado e o cultivo de plantas. O próprio termo ‘agricultura’ deriva do latim e tem como significado a arte de “cultivar os campos”.

Resumo Agricultura

A atividade é desenvolvida “desde o início dos tempos”, ou seja, há milhares e milhares de anos. Ela tem como principal função a produção de legumes, verduras, cereais, frutas e outros para alimentar a população mundial.

A seguir, confira mais sobre a agricultura, suas principais técnicas e sobre como funciona o cultivo de alimentos em território brasileiro.

Sobre a agricultura

O conceito de agricultura surgiu após a junção de várias técnicas (sendo estas aplicadas ao solo) relacionadas ao cultivo de alimentos e matéria prima. Hoje em dia, esta atividade produtiva é uma das mais importantes para o homem – uma vez que é por meio dela que garantimos a nossa própria alimentação.

Existem três principais fatores relacionados à produção agrícola. São eles:

1. Fator humano: o fator humano diz respeito à mão de obra, ou seja, ao indivíduo que vai se dedicar a todas as etapas da plantação e cultivo dos alimentos;

2. Fator econômico: diz respeito ao valor investido para manter a terra saudável – o que inclui investimentos em processos, máquinas e tecnologias de primeira ponta;

3. Fator físico: o fator físico diz respeito a condição da terra, clima e solo para produção agrícola.

Falando sobre os fatores naturais, devemos destacar que o clima do ambiente é o que exerce a maior influência sob a agricultura.
Quando não chove por longos dias, semanas ou até mesmo meses, toda a lavoura daquela região pode ser comprometida. Além disso, alagamentos provocados por chuvas em excesso são igualmente prejudiciais para a produção agrícola.

Também indispensável para a produção agrícola é a qualidade do solo. É neste elemento natural e renovável que a planta retira a água e demais nutrientes fundamentais para o seu cultivo. Não à toa, ele se torna fundamental já na germinação, posteriormente, no crescimento e até na própria produção de frutos.

Por outro lado, o fator humano está diretamente associado à mão de obra e força de trabalho – que deve ser empregada na plantação, nos cuidados cotidianos e na própria colheita. Vale destacar que quanto menores forem os investimentos tecnológicos, maior será a mão de obra.

Existem dois principais tipos de agricultura. São eles:

• Agricultura comercial: esse tipo de agricultura se destina ao mercado interno (do local onde é cultivada) ou à exportação. As principais características deste tipo de agricultura são: enormes blocos de terra, taxas de produtividade extremamente elevadas e aplicação de procedimentos tecnológicos de ponta;

• Agricultura de subsistência: já esse tipo de agricultura tem como principal objetivo o fornecimento de matéria prima e alimentos para os próprios trabalhadores da colheita. Além disso, há também uma espécie de “produção excedente” (e não exagerada) que será comercializada na própria região, ou seja, em um mercado local. Um exemplo seria o de uma fazenda localizada em uma pequena comunidade que distribui alimentos pela região.

A seguir, confira um pouco mais sobre a atividade de agricultura no território brasileiro.

Sobre a agricultura brasileira

Você sabia que o agronegócio é fundamental não só para a alimentação, como para a geração de renda para o país, criação de empregos e muitos outros fatores?

Pois é. A seguir, confira alguns fatos sobre a agricultura em território brasileiro.

1. Valor econômico
De acordo com o Ministério da Agricultura, algo como 4,8% do PIB brasileiro é representado pelo setor agrícola. As taxas de crescimento, inclusive, vêm registrando aumento anual desde o ano de 1995.

2. Base para a economia
A agricultura é considerada uma das maiores bases para a economia brasileira desde a colonização. O país se destacou pela produção de cana de açúcar, em seguida, pelo cultivo de café e, atualmente, pela produção elevada de soja.

3. Liderança de mercado
Hoje o Brasil é líder na produção e exportação dos seguintes alimentos e matérias-primas: açúcar, suco de laranja, café, cana de açúcar e etanol.

4. Vocação como empregadora
Só para ter uma ideia, a agricultura “familiar” (que passa de geração em geração) gera mais de 75% de empregos atualmente.

5. Projeções futurísticas
Segundo o Ministério da Agricultura, estima-se que no ano de 2030 algo como 1/3 dos alimentos e matérias primas comercializadas em todo o mundo serão brasileiras.

6. Do século XIX a diante…
A primeira ‘escola’ que capacitou profissionais no segmento agrícola no Brasil surgiu ainda durante o Império.

Já o primeiro curso superior em agronomia foi criado no ano de 1875 na cidade de São Bento das Lages.
Porém, tardou até que a profissão de engenharia agrônoma fosse reconhecida, o que ocorreu apenas em 1933. Nos das de hoje, são quase 300 cursos superiores na área espalhados por todo o Brasil.