Resumo Oceania


A Oceania é um continente localizado no hemisfério Sul do planeta Terra. Ele é formado por um conjunto de ilhas no Oceano Pacífico.

Resumo Oceania

– A área total do continente é de 8,5 mil quilômetros quadrados, sendo considerado o menor território do mundo.

– A estimativa é de que vivam 36 milhões de habitantes neste continente, com uma densidade de quatro pessoas por quilômetro quadrado.

– A Oceania é subdividida em quatro regiões: Australásia, Melanésia, Micronésia e Polinésia.

– A Australásia é composta por cinco territórios: Austrália, Nova Zelândia, Ilha do Natal, Ilhas Cocos e Ilha Norfolk. Os três últimos fazem parte da Austrália administrativamente.

– A Melanésia é composta por sete territórios: Fiji, Papua Nova Guiné, Ilhas Salomão, Vanuatu, Indonésia, Timor Leste e Nova Caledônia. Este último é dependente da França.

– A Micronésia é composta por sete territórios: Estados Federados da Micronésia, Kiribati, Ilhas Marshall, Nauru, Palau, Marianas Setentrionais e Guam. Os dois últimos são vinculados aos Estados Unidos da América.

– A Polinésia é composta por dez territórios. São independentes Tonga, Tuvalu e Samoa. São territórios da Nova Zelândia, Ilhas Cook, Niue e Toquelau. São ligados à França, Wallis e Futuna e Polinésia Francesa. É administrada pelos Estados Unidos, a Samoa Americana. É gerida pelo Reino Unido, a ilha de Pitcairn.

– O maior país, em território, é a Austrália, com 7,6 mil quilômetros quadrados de área. Já o menor território é a ilha de Pitcairn, com apenas cinco quilômetros quadrados.

– São faladas 29 línguas diferentes na Oceania. O inglês é o idioma mais falado. Encontramos também locais com o francês em destaque e outros dialetos típicos dos territórios.

– Entre as dez cidades com maior população da Oceania, seis são da Austrália (Melbourne, Brisbane, Perth, Adelaide, Gold Coast – Tweed, além da maior, Sydney, com 3,7 milhões de habitantes), três são da Indonésia (Macáçar é maior, com 1,2 milhão de pessoas, seguida por Manado e Ambon) e uma é da Nova Zelândia (Auckland, com 421 mil moradores).

DESCOBRIMENTO

– A primeira pessoa não-nativa a aportar em terras da Oceania foi o navegador português Fernão de Magalhães, conhecido por começar a primeira navegação em torno da Terra (ele morreu em 1521 sem completar a missão). Ele chegou nas ilhas Marianas no mesmo ano.

– A partir daí, a região começou a ser explorada por portugueses, espanhóis e holandeses, que não queriam colonizar o novo continente descoberto.

– Em 1770, o capitão da Marinha Real Britânica, James Cook, tomou posse do que viria ser a Austrália. Dezoito anos depois, os ingleses enviaram para lá 1,5 mil pessoas para abrir uma colônia criminal. Metade dessas pessoas eram prisioneiros, que eram forçados a trabalhar nas construções e na agricultura.

– Por conta dessa colonização “recente”, no século 18, a Oceania é conhecida como “o Novíssimo Continente”. Foi o último local do mundo a receber colonos europeus.

– Os povos originais da Oceania, antes das colonizações, eram: os aborígenes (da Austrália), os melanésios (procedentes do sudeste da Ásia, típicos da Nova Guiné), os polinésios (descendem de melanésios e brancos) e os micronésios.

– Quando os britânicos chegaram à Austrália, o território era habitado por 300 mil nativos, divididos em aproximadamente 600 tribos. Por sua condição bastante primitiva, a dominação pelos ingleses foi feita facilmente.

CARACTERÍSTICAS

– A Oceania é atravessa pela linha do equador e pelo Trópico de Capricórnio.

– O continente localiza-se entre as zonas climáticas intertropical e temperada do sul.

– A Oceania possui oito diferentes fusos horários.

– Estudos apontam que a maioria das ilhas da Oceania são de origem vulcânica ou formadas por atóis de corais, portanto é considerado de formação geológica recente.

– A maior parte deste continente está localizada no limite da placa tectônica do Pacífico, que faz com que a região tenha uma grande atividade sísmica e vulcânica.

– Cerca de 85% da população da Oceania vive em área urbana, enquanto o resto, em locais rurais.

– Com exceção da Austrália e da Nova Zelândia, os demais países da Oceania têm características de subdesenvolvimento, cujas principais atividades são o extrativismo e a agricultura. Já os dois países bastante desenvolvidos são reconhecidos pela fabricação de produtos industrializados e de alta tecnologia.

– As ilhas menores da Oceania são ricas em fosfato, minerais não-ferrosos, ouro, cobre, prata, asbesto e bauxita. A Austrália é rica em minério de ferro.

– A fauna da Oceania é diversificada, com uma grande quantidade de marsupiais, como o canguru, símbolo da Austrália. Outros animais típicos da região são: coala, cacatua, diabo da tasmânia, crocodilo, ornitorrinco e o quivi.

– Por conta de sua posição isolada no mapa, a Oceania possui espécies exóticas de animais, encontradas somente naquela região. Inclusive, muitas estão em risco de extinção, exatamente por conta deste isolamento.

– A flora da Oceania é predominantemente de florestas tropicais, que convivem com o clima desértico do interior da Austrália e com o clima tropical das ilhas.