Resumo sobre o país Áustria


A Áustria é um país europeu, localizado bem no centro da Europa. Sua história remete à cultura franca e passa por algumas das principais mudanças que aconteceram durante a história da Europa. Por sua localização, a Áustria foi palco de vários momentos marcantes da história. E por isso, conhecer um resumo sobre a Áustria é quase saber um resumo de tudo que aconteceu de importante na história do continente mais antigo do mundo.

Resumo sobre o país Áustria

Vamos conhecer um pouco mais sobre a história deste que é um dos países mais ricos do mundo e entender como essa riqueza nasceu, junto com as suas principais características culturais e sociais.

Resumo sobre a Áustria antes dela ser Áustria

O povo que sempre habitou a Áustria foram os francos, que também dominaram a região da Alemanha, Eslovênia, Suíça e demais países adjacentes da região. Dessa forma, antes dos países terem suas divisões definidas, eram os Francos os habitantes da península austríaca. Os Francos eram, como a maioria dos habitantes das demais regiões europeias, membros da cultura celta, portanto, eram um dos grandes grupos que habitavam a Europa.

Tudo mudou quando o Império Romano começou a expandir, anexando territórios celtas à sua volta. Se reparamos a região da Itália, de onde o Império Romano surgiu, vemos que eles iriam subir em direção ao norte, no que seria hoje a Alemanha. Para isso, eles irremediavelmente passariam pela atual Áustria.

E isso aconteceu aproximadamente entre os anos 20 e 14 A.C, quando o Reino Nórico, então Reino da região, foi conquistado pelos romanos. Ao anexar o reino, os romanos deram o nome para a região de Nórica, uma província romana. Para se ter ideia, os primeiros registros desse nome remetem ao ano 1 D.C., e a área Nórica tomava praticamente 80% da região atual da Áustria, assim como outras partes da Suíça, Linchestein, Alemanha, Eslovênia entre outros.

Tornando-se uma potência

Quase 800 anos depois, o rei franco Carlos Magno se aproveitou da queda do Império Romano para conquistar a região. Assim, em 790 D.C., a região da Áustria passou a ser dominada por um Império Católico, religião que se estabeleceria e se tornaria uma das principais características da região.

Por ser próxima da Itália, onde estava o centro da religião católica, e ter rotas de comércio para todos os lados da Europa, além de passagem para a Ásia, a região da Áustria passou por um grande crescimento econômico. Ainda sobre domínio dos descendentes de Carlos Magno, a região da Áustria passou a se chamar Habsburgo, e se tornou uma das grandes potências da Europa.

Sua força e potência cresceu durante toda a idade média, e quase mil anos depois, Habsburgo já se chamava Império Austríaco quando em 1867, essa região foi incorporada pelo Império Húngaro, criando uma das principais nações responsáveis pelos momentos do século que estava por vir: o Império Austro-Húngaro.

As mudanças que vieram com a 1ª Guerra Mundial

Em 1900, o Império Austro-Húngaro era comandado por Arquiduque Ferdinando, a pessoa assassinada em 1914 em um evento que desencadeou a 1ª Guerra Mundial. Nesse período, a Europa se polarizou de tal forma que o Império Austro-Húngaro conseguiu expandir consideravelmente seu território. Mas com o fim da 1ª Guerra Mundial, esse território foi novamente dividido, sendo que o Império Austro-Húngaro foi novamente dividido na República da Hungria e na Primeira República Austríaca.

Mas a Primeira República Austríaca não durou muito tempo. Menos de 20 anos depois de ela ter sido criada seu território foi anexado à Grande Alemanha pelo regime nazista, no ano de 1938. Essa união não ocorreu de forma voluntária, mas a Áustria foi uma região importante e estratégica para a Alemanha até o final da 2ª Guerra Mundial, em 1945.

Nesse ano, a Áustria foi ocupada pelos Aliados, deixando de ser espaço Alemão e voltando a ser uma república independente. 10 anos depois, em 1955, foi criado o Tratado do Estado Austríaco, que restabeleceu a soberania da Áustria como nação, dando fim à ocupação alemã da região.

Características da Áustria

Vale mencionar que a cultura alemã continua muito presente na Áustria. O Alemão é sua língua oficial, embora croata, húngaro e esloveno também sejam reconhecidos. Sua capital é Viena, que tem aproximadamente 2 milhões de pessoas e é a maior cidade do país. Entretanto, a Áustria é mais conhecida por seus Alpes, sendo um dos países mais escolhidos pela elite europeia para férias.

Elite mesmo, pois o país tem um dos custos de vida mais altos do mundo, além de um PIB igualmente entre os maiores, de renda per capita de 43.570 dólares por habitante. A Áustria é membra da União Europeia, implantando o Euro como moeda oficial, e assim como Suíça e Linchenstein, países vizinhos, também é neutra em discussões políticas com outros países.