Vegetação Brasileira: Floresta Amazônica, Mata Atlântica, Araucárias, Cocais, Cerrado, Caatinga e Manguesais


Vegetação Brasileira

O Brasil é um país de 8,5 milhões de km² de território. A região norte do país é cortada pela linha do Equador e o extremo sul é cortado pelo trópico de Capricórnio, tendo 8% de seu território na zona temperada do sul, entre o trópico de Capricórnio e o Círculo Polar Antártico.

Com território tão vasto, 82% localizado nas regiões tropicais, é de se imaginar que o país conte com um bioma bastante diversificado. Quanto à vegetação, o Brasil se destaca por ter grande parte de seu território ocupado pela Floresta Amazônica, o maior e mais rico bioma terrestre do mundo.

O Brasil tem uma grande variedade de tipos de vegetação, dadas as características peculiares de seu território, onde regiões secas coabitam com regiões litorâneas e enormes cadeias florestais.

Podemos classificar como as mais importantes formas de vegetação brasileira:

Floresta Amazônica
– Mata Atlântica,
– Araucárias
– Cocais
– Cerrado
Caatinga
– Manguezais

Conheça um pouco mais sobre os principais tipos de vegetação brasileira

– Floresta Amazônica

Cobre 40% do território brasileiro. Trata-se de uma floresta densa, que cobre a maior parte da região Norte, grande parte da região Centro Oeste e parte do Nordeste do país.

Possui uma grande variedade de espécies, temperaturas elevadas, clima úmido e vegetais com folhas largas. As árvores podem chegar a 60 metros, sendo as mais imponentes a castanheira, o mogno, a andiroba, o caucho e o guaraná.

Parte da região é inundada, formando sistemas como a mata de igapó, que está sempre inundada, onde espécies como o açaí, a vitória-régia e a sapupira-da-mata se destacam, e a mata das várzeas, que é inundada em determinadas épocas, onde se destacam a samaúma, a seringueira, o cacaueiro e a copaíba.

– Mata Atlântica

Teve grande parte de sua extensão devastada pelo povoamento do país a partir do litoral em direção ao interior. Cobre o Sudeste, parte da região Sul, parte do Sudeste e do Centro Oeste. Tem o pau-brasil, o jacarandá, o jatobá, o ipê, o palmito, o cedro e a canela como principais símbolos de sua vegetação.

Atualmente, a Mata Atlântica cobre somente 4% do seu território original.

– Araucárias

É uma vegetação típica do planalto, que ocupa um território que vai do sul de São Paulo ao Rio Grande do Sul.

É um tipo de vegetação homogênea, mas aberta, e fácil acessibilidade e bom potencial de exploração econômica. Esse tipo de vegetação também é ameaçada pelo desmatamento, até por estar localizada numa região de forte atividade econômica.

– Cocais

O principal personagem desse tipo de vegetação são as palmeiras de carnaúba e babaçu. No Brasil, ocupa uma região que vai do Tocantins ao Ceará, passando pelo Maranhão. É uma vegetação de solo úmido, densa e compacta.

– Cerrado

Parece-se com a savana e é a vegetação predominante no Planalto Central, ocupando o território de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com inserção nos territórios do Tocantins, Pará, Maranhão, Bahia e Minas Gerais.

É marcada pelas árvores pequenas de folhas grandes, troncos retorcidos e raízes profundas, arbustos e gramíneas. Destaque para a mangabeira, o barba-timão e a lixeira.

É nessas regiões que a pecuária se apresenta como principal atividade econômica.

– Caatinga

A Caatinga é a vegetação presente no semiárido nordestino, onde o solo é raso e pedregoso. Caracteriza-se por plantas cactáceas e xerófitas, com raízes profundas, espinhentas e apresentando folhas pequenas. São plantas adaptadas à ocorrência de períodos de seca.

– Manguezal

Embora seja uma vegetação litorânea do norte do país, pode ser encontrada em vários pontos ao longo do litoral. São vegetais halófilos, que vivem em ambientes salinos, cujas raízes são pneumatóforas.

É uma vegetação importante para o equilíbrio da vida marinha, pois abriga os animais na época de reprodução.