EUA e OTAN contra URSS e Pacto de Varsóvia na Guerra Fria


EUA e OTAN

Após o termino da segunda guerra mundial em 1945, com a bomba atômica dizimando as cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki, o mundo principiou a se dividir em dois grandes blocos econômicos contrários entre si: o bloco capitalista, capitaneado pelos Estados Unidos da América (EUA), e o bloco socialista, comandado pela União das Republicas Socialistas Soviéticas (URSS).

Se por um lado, no bloco capitalista prevalecia o direito a propriedade privada e o livre mercado, o bloco socialista erguia a bandeira da igualdade, bem estar social, propriedade pública e economia planificada. Notadamente modos econômicos e ideológicos totalmente excludentes.

Foi nesse ambiente de hostilidade mutua que nasceu a Organização do Tratado do Atlântico Norte e o Pacto de Varsóvia, duas importantes alianças militares. Confira mais sobre elas a seguir.

OTAN

Três anos após o fim da primeira guerra mundial, a tensão entre os dois blocos aumentou. A fim de unir os países capitalistas em uma aliança bélica, a OTAN foi criada. Essa aliança fazia com que os países que assinassem o tratado a se ajudarem mutualmente, caso houvesse algum ataque dos países socialistas. Esse tratado contou com a participação de várias economias centrais, tais como Canadá, Itália, Dinamarca, Noruega, Estados Unidos, Portugal, França, Luxemburgo, Islândia, Países Baixos, Reino Unido e Bélgica.
Pacto de Varsóvia

A resposta do bloco socialista não demorou e, em 1955, os principais países do leste europeu se uniram e também firmaram um acordo de auxilio mútuo. Deste modo, a Europa Oriental estava finalmente organizada sob a influência do socialismo: era o Pacto de Varsóvia que abarcava países como Polônia, Alemanha Oriental, Bulgária, Hungria, Checoslováquia, Albânia e Romênia.

Após a estabilização dessas duas alianças, uma corrida desenfreada por armamento começou dos dois lados. No entanto, surpreendendo o bloco capitalista, os soviéticos instauram a corrida espacial, lançando o primeiro satélite ao espaço, Sputinik I, e, posteriormente, o primeiro voo espacial tripulado.