Guerra da Coreia, Revolução Cubana e Guerra do Vietnã


Guerra da Coreia

A Guerra da Coreia, a Revolução Cubana e a Guerra do Vietnã tiveram em comum o ambiente histórico do período chamado de “Guerra Fria”.

A Guerra Fria teve início logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, quando Estados Unidos e União Soviética assumiram a condição de dois principais protagonistas da política mundial.

De um lado, os Estados Unidos comandavam o bloco liberal capitalista, enquanto do outro, a União Soviética liderava o bloco socialista. A disputa por influência levou os dois países a uma corrida armamentista sem precedentes.

Guerra da Coreia

A Coreia, durante a Segunda Guerra Mundial, conseguiu se livrar do Japão, mas acabou dividida em dois países diferentes. Sob influência da União Soviética, formou-se a Coreia do Norte, comunista. A Coreia do Sul, capitalista, tinha a influência dos Estados Unidos.

Em 1950, buscando a reunificação, a Coreia do Norte invadiu a Coreia do Sul, deflagrando um conflito que matou milhões de pessoas, envolveu tropas da ONU e da China, que lutou ao lado da Coreia do Norte. Um ano antes, o partido comunista havia tomado o poder na China. A guerra terminou em 1953, com Coreia do Norte e China assinando um tratado de paz proposto pela ONU.

Revolução Cubana

A Revolução Cubana foi um movimento revolucionário que teve como objetivo depor a ditadura de Fulgencio Batista, que comandava um sistema corrupto e incapaz de fazer o país avançar.

Foi comandada por Fidel Castro, que assumiria o governo, e Che Guevara. A tomada do poder aconteceu em janeiro de 1959.

A tentativa dos Estados Unidos de desestabilizar o novo governo cubano acabou levando ao rompimento diplomático entre os dois países, fazendo com que Cuba as aproximasse da União Soviética, levando a tensão militar para muito próximo do território americano.

Guerra do Vietnã

Desde o fim da Guerra da Indochina, com a França, o Vietnã estava dividido em dois. Ao norte, o país tinha um governo comunista, liderado por Ho Chi Minh. No Vietnã do Sul, formava-se uma monarquia independente, comandada por Bao Dai.

Desde então, uma série de episódios se sucederam na região, até que em 1965 os Estados Unidos declararam guerra ao governo do Vietnã do Norte. Foram dois anos de conflito, que mataram mais de 3 milhões de vietnamitas, com milhares de soldados estadunidenses mortos ou desaparecidos. O Vietnã, que resistiu à tentativa de arbítrio dos Estados Unidos, se unificou como República Socialista do Vietnã.