Guerra Fria: História e Acontecimentos


Guerra Fria

A Guerra Fria, período de conflito por disputas por hegemonia política, militar e econômica entre os Estados Unidos e a União Soviética, começou logo após o término da Segunda Guerra Mundial, em 1945, e se estendeu até 1991, com a extinção da União Soviética.

A guerra começou porque a União Soviética tinha como objetivo expandir o socialismo para outros países, com foco em um partido único, uma economia planificada e falta de democracia. Enquanto isso, os Estados Unidos lutavam para a expansão do sistema capitalista, com vistas a um sistema democrático, economia de mercado e, acima de tudo, propriedade privada.

Apesar da grande disputa que foi travada, não houve conflito com armamentos. Isso porque tanto os Estados Unidos como a União Soviética tinham a posse de um grande armamento nuclear, e se os dois envolvidos fossem usar dos armamentos, ambos sairiam destruídos. É por isso que recebeu o nome de “Guerra Fria“, uma vez que não houve conflito direto entre as duas superpotências envolvidas.

Acontecimentos marcantes

Durante a Guerra Fria aconteceram também outros fatos marcantes em paralelo com as disputas entre os Estados Unidos e a União Soviética. É possível destacar, por exemplo, a Guerra da Coreia, que diferente da Guerra Fria provocou o confronto militar direto entre dois grandes blocos econômicos.

Guerra da Coreia – a guerra começou em 25 de junho de 1950, com a participação já das forças armadas. O ponto alto que levou a guerra acontecer foi a invasão das tropas da Coreia do Norte à Coreia do Sul, depois de um ataque surpresa.

Corrida Espacial – junto também à Guerra Fria, houve grandes avanços tecnológicos que permitiram a Corrida Espacial, no final da década de 50. Mais precisamente, a Corrida teve início no ano de 1957, com o primeiro ser vivo (Sputnik) sendo lançado ao espaço.

Guerra do Vietnã – outro fato marcante que ocorreu durante a Guerra Fria foi a Guerra do Vietnã, que assim como a Coreia, se dividia em dois sistemas: o socialismo e o capitalismo. O sul do Vietnã estava unido com os Estados Unidos, enquanto a parte norte atuava com o líder Ho Chi Minh, com o desejo de eliminar todas as divisões e transformar o Vietnã em apenas um país.