Resumo da Alta Idade Média


Alta Idade Média

O período da Alta Idade Média é um dos mais importantes da Idade Média, pois foi nesta época que aconteceu a formação do feudalismo que marcou este período histórico.

A Alta Idade Média tem início logo após a queda do Império Romano no ocidente, o que aconteceu no ano de 476, perdurando até aproximadamente o ano 1000, correspondendo assim a todo o período de estruturação e consolidação do feudalismo na sociedade europeia.

Características da Alta Idade Média

Uma das principais características da Alta Idade Média foi a formação de um grande número de reinos independentes, os quais eram governados majoritariamente por membros da nobreza de descendência germânica, os quais haviam participado da invasão ao império romano.

Isto faz com que outra característica do período correspondente à Alta Idade Média seja a formação do feudalismo, que foi resultado de uma fusão entre os conceitos de governo da cultura germânica e da cultura romana.

Este método baseado de forma praticamente total no feudalismo fez com que a Alta Idade Média resultasse em uma extrema ruralização da Europa, na qual todos os meios econômicos se baseavam na agricultura para o sustento destes feudos, praticamente impossibilitando assim os contatos comerciais externos.

Além disso, a igreja também ganhou muita força na Alta Idade Média, colocando fim aos pensamentos laicos, de forma que o cristianismo e a igreja católica eram impostos aos cidadãos. Assim, o teocentrismo é uma forte característica da Alta Idade Média.

O fim da Alta Idade Média

No início do século X, muitas mudanças começaram a acontecer na Europa ocidental, de forma que o feudalismo começou a perder forças, o que gerou a consequente queda do período da Alta Idade Média.

Assim, embora não haja uma data específica conhecida para isto, o feudalismo perde força com rapidez e acontece uma modificação na estrutura social, econômica e política da Europa ocidental.