Resumo sobre o povo Aruaque


Você já ouviu falar sobe os povos aruaques? Pois se você não sabe, esses são um grande grupo indígena com uma cultura instalada nas regiões do continente americano. São encontrados principalmente no Brasil, Colômbia, Bolívia, Peru, Venezuela, Guiana e Paraguai. Aqui nós vamos dar um breve resumo sobre aruaques , povos que possuem uma grande importância para a história e cultura do nosso continente.

Resumo sobre o povo Aruaque

A história do povo auruaque

Os aruaques também são conhecidos como arauaques ou aravasques. Este grupo é integrante a família linguística do “aruaque”. Termo este que provém do indígena arawak que ao traduzir par ao português significa “comedor de farinha”.

A tribo recebe esse nome por que a farinha era considerada um item essencial para a alimentação desse povo. A influência desse povo é tão grande que se estima que cerca de 74 tribos indígenas no Brasil tiveram seus idiomas derivados do Arawak.

O povo aruaque possui origem neolítica e tinham como principais atividades, o desenvolvimento da pesca e da agricultura. Também dominavam técnicas de artesanato como a pintura, bem como outras práticas culturais. Além disso, os aruaques são conhecidos por se dividirem em dois grandes públicos: os Taianos que habitavam a região de Porto Rico e a parte oriental de Cuba e os Lucaianos que eram habitantes da região das Bahamas.

Eles possuem uma grande importância histórica, pois quando os europeus chegaram ao solo americano, os aruaques foram os primeiros nativos que tiveram contato. Na história, esse grupo ficou encantado com as embarcações de Cristóvão Colombo que desembarcaram na região das Bahamas. Antes da colonização dos europeus, o povo aruaque contava com mais de um milhão de indivíduos. Depois do século XV sofreram uma drástica redução.

Mesmo que os europeus tenham desembarcado com armas e com uma realidade completamente diferente do que estavam acostumados, os aruaques ofereceram comida, água e abrigo aos colonizadores. Aos poucos, os indígenas ofereceram diversos produtos que trocavam por simples objetos de vidro. Com esse costume nasceu a prática do escambo que rendeu benefícios aos povos europeus.

A sua organização social e as práticas de agricultura

Nesse resumo sobre aruaques vale destacar que apesar da inocência desses índios perante os europeus, esse grupo possuía uma grande organização social. Era um povo organizado em grandes aldeias, onde as ocas eram construídas com grandes folhas de palmeira, trocos, varas, entre outros materiais. O povo aruaque são conhecidos pelas suas avançadas técnicas de agricultura e pesca para a época.

As plantações dos produtos cultivados eram feitas em grandes montes de terra conhecidos como conucos. Essa prática permitia um solo melhor preparado que facilitava na colheita de bons produtos. Além disso, os índios procuravam se instalar em locais próximos a cursos de água a fim de facilitar a prática da agricultura.

A agricultura era a principal fonte de alimentação para esse povo. Os aruaques tinham como predomínio a plantação e consumo da mandioca. Além disso, cultivavam outros alimentos como milho, feijão, chuchu, mamão, abóbora, o tabaco que utilizavam para fazer os seus fumos e também o algodão que utilizavam para confeccionar as suas redes para dormir.

Os costumes e valores religiosos dos aruaques

Os aruaques são conhecidos também pela alta valorização da vida social e seus rígidos costumes e valores religiosos. Na questão religiosa o povo obtinha as suas crenças no culto politeísta. Os diversos deuses eram representados por objetos confeccionados a base de madeira, algodão, concha cerâmica e pedras.

Muitas vezes, a religião era manifestada também por meio de desenhos realizados nas rochas que ficaram conhecidos como petroglifos, a partir dessa prática, os aruaques se aproximaram um pouco da prática da escrita. Os chamados Bohikes eram as maiores autoridades religiosas dentro das aldeias. Eram importantes líderes e chefes que detinham grande conhecimento e respeito pelo resto da população.

Para explicar a suas origens, os aruaques utilizam histórias mitológicas. Todo o conhecimento era transmitido de forma oral que se manifestava por meio de lendas e canções. Uma das lendas mais conhecidas desse povo é sobre a origem da mandioca. Alimento na qual eles veneravam. Segundo a lenda auruaque, uma moça teria sido enterrada viva, porém foi dotada de poderes mágicos que possibilitaram surgir as raízes da mandioca.

Para manifestar-se culturalmente, os aruaques utilizavam alguns adornos que se destacavam e os diferenciavam de demais povos. Um desses adornos era o chamado guanin que era uma espécie de pingente de tonalidade dourada que eles utilizavam ao redor do pescoço. Entre demais costumes, os aruaques eram adeptos a poligamia, ou seja, um homem possuía mais de uma esposa. Quantas mais mulheres um aruaque possuía dentro da aldeia, mais era considerado como um grande líder.

Sendo assim, os territórios eram separados em cacicados onde cada um deles tinha como líder um cacique, Esses líderes detinham privilégios dentro da aldeia, tanto que habitavam em casas mais adequadas que se diferenciava das demais.