Resumo sobre o surgimento do Dia das Bruxas


O Dia das Bruxas, originalmente chamado de Halloween, é celebrado todo dia 31 de outubro em diversas partes do mundo, mas mais tradicionalmente em nações anglo-saxônicas, como Estados Unidos, Reino Unido e Canadá.

Resumo Dia das Bruxas

O nome Halloween tem origem na expressão “All hallow’s eve”, que em português seria “véspera de todos os santos”. Essa frase faz referência ao Dia de Todos os Santos, data celebrada pela Igreja Católica um dia após o Dia das Bruxas, em 1º de novembro. Com o tempo, o termo foi se transformando até chegar na versão que conhecemos hoje: Halloween.

Essa data é muito celebrada, principalmente nos Estados Unidos. A tradição dos ingleses e dos americanos diz que na noite do dia 31 de outubro as almas dos mortos saem dos seus túmulos e vagam pelas ruas amedrontando quem aparecer.

As pessoas comemoram o Dia das Bruxas de diversas formas:

  • Crianças e jovens se fantasiam, geralmente de bruxas, fantasmas, zumbis e outros monstros, e saem pedindo “doces ou travessuras” nas casas;
  • Adultos também se fantasiam;
  • As casas são decoradas especialmente para a ocasião, inclusive com as famosas lanternas de abóboras com rostos esculpidos;
  • São promovidas festas temáticas em que as pessoas devem usar fantasias;
  • Fogueiras são acendidas;
  • Assistir a filmes de terror;
  • Visitar lugares que supostamente seriam mal-assombrados;
  • Fazer pegadinhas para assustar as pessoas;
  • Contar histórias de terror.

Como surgiu o Dia das Bruxas (Halloween)

O Halloween teve origem em celebrações do povo celta, que viveu nos territórios onde hoje se encontram a Irlanda, a Irlanda do Norte e a Escócia. Eles seguiam uma religião pagã chamada druidismo.

A data escolhida para festejar o Dia das Bruxas é a mesma data que marca o Festival de Samhain, que acontecia entre 30 de outubro e 2 de novembro. Essa comemoração era considerada o Ano Novo celta e era celebrada principalmente por marcar o fim do verão (“Samhain” significa exatamente “fim do verão”). Era celebrada a abundância de alimentos após a colheita, com grandes fogueiras, festas e danças. Alguns estudiosos também indicam que a data homenageava o “Rei dos Mortos”.

Como a cultura celta não deixou registros escritos – suas histórias, crenças e tradições eram transmitidas oralmente entre as gerações – pouco se sabe com certeza sobre suas celebrações. Entretanto, uma teoria defende que eles acreditavam que nesse dia os espíritos dos mortos saíam em busca dos vivos para tomar seus corpos, o que explicaria o uso de fantasias e decorações. A tradição de esculpir rostos macabros em abóboras ocas também foi inspirada nos celtas, que usavam nabos entalhados.

O Halloween como conhecemos foi tomando forma de acordo com os seguintes fatos:

  • Com a invasão dos romanos ao território habitado pelos celtas a cultura celta foi cada vez mais se dissipando, embora tenha deixado algumas marcas.
  • Durante a Idade Média, comemorar o Samhain era motivo para ser condenado à fogueira pela Igreja Católica. Por volta do século VIII, o catolicismo mudou o Dia de Todos os Santos de 13 de maio para 1º de novembro, durante o Samhain, em uma tentativa de eliminar as religiões pagãs incorporando parte de suas tradições ao catolicismo. Assim, as tradições cristãs e pagãs acabaram se unindo.
  • A tradição de pedir doces teve origem no costume das crianças que iam de casa em casa fazendo orações ou cantando músicas para a alma dos mortos. Elas recebiam em troca bolos de boa sorte, que simbolizavam a alma de um morto que foi liberado do purgatório.
  • O Dia das Bruxas só foi introduzido nos Estados Unidos com a chegada de imigrantes irlandeses ao país, em 1840. No começo, misturava os rituais de colheita americanos com as brincadeiras comuns da zona rural do Reino Unido.
  • De lá para cá, essa comemoração mudou muito, perdendo o seu caráter cristão e se tornando uma data comercial. O Halloween, aliás, é considerado o maior feriado não-cristão dos Estados Unidos.

O Brasil e o Dia das Bruxas

No Brasil as comemorações do Dia das Bruxas não são tão comuns, mas têm se popularizado nos últimos anos. Os filmes e séries americanos exibidos por aqui ajudaram a difundir a data no país, bem como as escolas de inglês, que costumam promover grandes festas de Halloween para seus alunos todos os anos, com elementos tradicionais dessa comemoração.

Mas nem todos estão satisfeitos com essa celebração:

  • Em 2003, foi apresentado o projeto de lei federal nº 2.762, que visa criar o Dia do Saci no dia 31 de outubro, buscando resgatar personagens do rico folclore nacional em vez de celebrar a tradição de uma cultura que pouco tem a ver com o Brasil. Entretanto, muitos brasileiros não apoiam essa ideia e preferem comemorar o Dia das Bruxas.
  • No Estado de São Paulo, uma lei similar foi aprovada em janeiro de 2004, oficializando a data através da Lei nº 11.669.