Resumo Contos Novos


Elaborada por Mário de Andrade, “Contos Novos” é uma coletânea de nove histórias escritas pelo autor modernista ao longo de sua vida e publicados apenas depois de sua morte. Por conter narrativas provenientes de diversos períodos da vida de Andrade, o livro demonstra características desde os primeiros momentos do Modernismo até os últimos, mais maduros e contidos.

Resumo Contos Novos

Vestida de Preto

Com uma aura de autobiografia, esse conto narra a história de Juca, que relembra uma história de amor com sua prima, Maria. Quando crianças trocaram o primeiro beijo, mas a relação não se estendeu à adolescência. Ela acaba se casando com um diplomata rico e se mudando para a Europa. Juca percebe que sempre amou Maria e que procurou por ela em casos inconstantes, e vai visitá-la quando ela retorna ao Brasil. Porém, apesar de sentir o mesmo que sentia, Juca se dá conta de que a prima o faz criar “instintos de perfeição” e, por isso, se despede secamente.

O Ladrão

Esse conto começa com uma perseguição a um bandido nas ruas de um bairro operário e acaba em uma sucessão de outros acontecimentos. Diversos personagens reagem de formas diferentes, como moradores corajosos que se voluntariam a entrar nas casas e outros que saem de perto, ou um grupo de rapazes que acusam uma jovem de dar um alarme falso sobre o ladrão. Além desses, também há um policial que paquera com uma moradora, por conta de sua fama de trazer homens para casa quando o marido não está por perto, e um violinista que toca uma valsa e recebe aplausos dos outros personagens. Aos poucos, cada grupo vai se afastando e poucas pessoas continuam no local.

Primeiro de Maio

Continuando o resumo Contos Novos, a narrativa agora é sobre 35, um carregador de malas sem nome especificado que, no Dia do Trabalho, resolve não ir trabalhar. Ele sai na manhã ensolarada e, sem perceber, acaba tomando o rumo da Estação da Luz, onde trabalha. 35 zomba dos companheiros que preferiram ir para o serviço ao invés de passear e comemorar o feriado, mas vai descansar um pouco mais afastado, com vergonha de ficar à vista deles. Depois de almoçar na casa da mãe, volta a passear e se encaminha para o Palácio das Indústrias para se unir a comemoração oficial do Primeiro de Maio. Durante todo o dia, 35 nota que há muitos policiais nas ruas, alguns dispersando grupos. Ao se aproximar do Palácio, recebe orientações de homens de terno que mandam todos entrar, mas 35 desobedece e se afasta. Por fim, ele volta à Estação da Luz e ajuda um companheiro a carregar as malas.

Atrás da catedral de Ruão

Aqui temos a história de uma dama de companhia e professora francesa, de 43 anos e virgem. Seu trabalho consiste em acompanhar algumas moças ricas em festas e, em uma noite, as meninas lhe contam sobre um homem atrás de uma catedral francesa que agia de forma suspeita. O relato faz com que a professora se sinta em um misto de temor e desejo. Ela passa a andar por trás de toda catedral no caminho para casa; certa vez, ela sente que está sendo perseguida por dois homens atrás de uma das catedrais e chega a imaginar vividamente que está sendo atacada por eles, mas nada acontece.

O poço

Durante a construção de um poço, em um dia chuvoso, a mando do fazendeiro Joaquim Prestes, um grupo se encontra em um dilema perigoso. Ao examinar o poço, o fazendeiro deixou cair uma caneta lá dentro e ordenou que alguém fosse buscá-la. Um dos trabalhadores se oferece para fazer o serviço, mas seu irmão o impede, com medo do clima instável. Decidem realizar a busca em um dia melhor. O fazendeiro recebe a caneta em dois dias, percebe alguns riscos e a joga fora, pegando uma nova de uma grande coleção.

O peru de Natal

De volta a Juca, vemos o narrador convencer a mãe, e irmã e a tia a comemorar o Natal, apesar de ser o primeiro sem o pai. Juca prepara os pratos das mulheres antes do seu e, em um momento de tristeza, diz que o pai iria preferir a alegria, apesar de saber que ele detestava festas. Depois de conseguir animá-las, Juca parte em encontro da namorada para passar o resto do Natal.

Frederico Paciência

O resumo Contos Novos continua com Juca, mais uma vez, relembrando o passado. Ele pensa em seu melhor amigo da adolescência, na diferença de classe entre eles, nos comentários dos colegas e nos momentos mais íntimos, até sua separação quando o amigo se mudou para o Rio de Janeiro. Agora, ao não poder viajar para consolar o amigo após a morte de sua mãe, Juca fica secretamente feliz: ainda não sabe como lidar com essa amizade.

Nelson

Esse conto gira em torno de um grupo de amigos em um bar, comentando sobre a vida de um homem que acabara de entrar, sua história envolvido em guerrilhas e seu casamento fracassado com uma paraguaia.

Tempo da camisolinha

Juca volta, relembrando a infância, em uma ocasião que foi a praia com a família nas férias. Lá, ele conhece alguns operários e pescadores e recebe de presente duas estrelas-do-mar, ouvindo que traria boa sorte. Dias depois, percebe um dos operários muito triste e, ao perguntar o que houve, ele diz ser “má sorte”. Juca então pega a maior de suas estrelas-do-mar e a entrega ao homem.