Resumo do livro Sagarana


Este é um livro de contos de autoria de Guimarães Rosa, publicado em 1946. No resumo Sagarana estão nove contos, com temas principalmente voltados ao sertão, estilo que acabaria por definir o autor ao longo de sua carreira.

Resumo do livro Sagarana

Os contos

O burrinho pedrês

Focando mais nos animais do que nos humanos, esta história acompanha um grupo de vaqueiros, comandados pelo fazendeiro Major Saulo, que realizam uma jornada para comercializar bois em uma cidade afastada. Todos estão montados em cavalos fortes e jovens, mas um velho burro os acompanha, o Sete De ouros. No retorno, os viajantes encontram um riacho transbordando devido à uma chuva torrencial. Todos os animais se perderam na correnteza, exceto o burro, graças à sua experiência e sabedoria da velhice, que fez com que ele poupasse energias e não se debatesse na água, como os cavalos fizeram.

A volta do marido pródigo

Lalino Salãthiel é um mulato que vive no interior de Minas Gerais. Com sonhos de aventuras amorosas no Rio de Janeiro, ele junta dinheiro, abandona a esposa, Maria Rita, e parte para a capital carioca. Depois de algum tempo, tanto o dinheiro quanto sua empolgação acabam e ele decide voltar. Chegando lá, ele encontra Maria Rita namorando um espanhol. Com isso, Lalino decide se envolver com política e, quando seu candidato se elege, os estrangeiros são mandados embora e Maria Rita o perdoa e volta para ele.

Sarapalha

Também ambientado no interior de Minas Gerais, esse conto acompanha os primos Ribeiro e Argemiro, no vau de Sarapalha. Ambos estão sofrendo de malária, que não só dizimou parte da população dos arredores, como também foi parte da razão para que a esposa de Ribeiro, Luísa, tenha fugido com outro homem. Então, ao perceber que a morte se aproximava, Argemiro decidiu fazer uma confissão durante uma de suas inúmeras conversas com o primo. Afirmou que amava Luísa, sem desrespeitar o primo de forma alguma. Ainda assim, a reação de Ribeiro foi agressiva e impiedosa: ele expulsa Argemiro de suas terras, ficando absolutamente sozinho.

Duelo

Esta história de vingança continua no interior de Minas, seguindo Turíbio Tudo, que chega em casa certo dia para descobrir sua esposa o traindo com o ex-militar Cassiano Gomes. Ele decide se vingar mais tarde, mas acaba cometendo um erro tremendo ao assassinar o irmão de Cassiano em vez do próprio. Então, Turíbio é obrigado a fugir da ira do militar, que passa a persegui-lo cidade por cidade, até que ele se muda para São Paulo. Cassiano, então, é obrigado a parar em um vilarejo no meio do caminho, devido a problemas cardíacos. Lá, ele acaba por ajudar um homem chamado Timpim Vinte-e-Um, dando-o dinheiro para comprar remédio para a família. Antes de morrer, Cassiano pede então que Timpim retribua o favor, concluindo sua vingança. Dessa forma, quando Turíbio retorna, acaba sendo morto por Timpim.

Minha gente

Seguindo com o resumo Sagarana: um inspetor de escola, em visita à fazenda de seu tio no interior de Minas, acaba se reencontrando com uma prima e interesse amoroso de infância, Maria. Ele tenta recomeçar o romance, mas Maria está interessada no noivo de uma outra moça, Ramiro. O narrador percebe que Maria está sendo estrategista quando ela o apresenta para a noiva de Ramiro, Armanda. Conseguindo fazer com que Armanda e seu primo se interessem mutuamente, Maria conquista Ramiro, e o final feliz do conto se dá com um duplo casamento.

São Marcos

Em primeira pessoa, Izé mostra ser incrédulo quanto a superstições e crendices populares. Certo dia, passa em frente a casa de João Mangolô, famoso feiticeiro local. Izé zomba disso, recitando uma oração de São Marcos e sendo repreendido. Depois, Izé se encontra cego repentinamente. Ele acaba por rezar para São Marcos verdadeiramente, e cambaleia para a casa de Mangolô. Sua visão retorna quando o feiticeiro retira uma venda de um boneco. Izé parte, mais crédulo agora.

Corpo fechado

Manuel Fulô é dono de uma mula que é cobiçada por um feiticeiro local, Antonico das Pedras. Um dia, um valentão chamado Targino afirma que dormirá com a esposa de Manuel, a não ser que ele o vença em combate. Desesperado, Manuel acaba por pedir ajuda de Antonico, que fecha seu corpo em um feitiço em troca da mula. Funciona, e Manuel acaba se tornando o novo valentão após derrotar Targino.

Conversa de bois

Um menino, Tiãozinho, acaba tendo um agressivo homem como padrasto após a morte de seu pai. Agenor é o nome dele, condutor de carros de boi, e assim que se assume como padrasto de Tiãozinho, passa a tratá-lo cruelmente. Não só isso, mas também maltrata os bois. Certo dia, tais bois acabam armando um plano para matar Agenor, que funciona: depois de derrubá-lo do carro e passar as rodas sobre ele, os bois comemoram.

A hora e a vez de Augusto Matraga

Augusto Esteves se apresenta como um fazendeiro violento, que maltrata esposa, funcionários e filha. Ao ser largado sozinho por todos, ele acaba sendo dado como morto após uma briga. Ele é encontrado por um casal de negros, porém, para quem passa a trabalhar como forma de redenção pessoal. Então, um cangaceiro aparece para convidá-lo a participar do bando, e Augusto recusa, até sentir um grande desejo de partir depois de tempos. Reencontra o bando de cangaceiros, e, quando percebe que farão mal a um velho e sua família, ele enfrenta e vence o líder, para depois morrer em paz.