Arredondando Números


Muitas são as situações do nosso dia a dia que devemos lidar com números, não é mesmo? Principalmente para quem trabalha com eles, quando os valores são destinados à contagem, muitas vezes é possível utilizar o arredondamento de números para nos auxiliar.

Arredondar números é algo ainda mais importante quando nos referimos às profissões que tenham relação direta com matemática financeira, estatística, física e outros. Mas, é claro que até mesmo a simples situação cotidiana de contar o troco após pagar em dinheiro no mercado também pode ser incluída nessa questão.

arredondando numeros

E para arredondar da maneira mais simples (e também correta), muitas são as técnicas que podem ser empregadas.

Vamos imaginar que você trabalha com resultados de pesquisas e, neste momento, está trabalhando com uma que diz respeito ao lucro das empresas de manufaturados no Brasil em 2015. O resultado foi: R$ 89.924.118,65. Considerando que o valor é muito próximo aos 90 milhões, nós podemos arredondá-lo dessa maneira – sem que o verdadeiro valor de lucro seja comprometido.

Sendo assim, o arredondamento de números naturais é utilizado para simplificar informações, fazendo com que a compreensão acerca delas possa ser muito maior – e mais prática.

E mesmo quando o que há em jogo são inúmeros valores distintos, o arredondamento de naturais também pode nos ajudar. Para entender, fique atento ao exemplo a seguir:

Vamos imaginar que você está no almoxarifado de sua empresa e há, no local, 4 diferentes caixas abertas (todas elas são de produtos de escritório). Na primeira caixa, temos 12, na segunda, temos 19, na terceira, 38 e na quarta, 52 unidades. Se arredondarmos os números na seguinte ordem: 10, 20, 40 e 50, estimamos que são cerca de 120 produtos em todas as caixas, o que se aproximou (e muito) do valor real de produtos nas caixas: 121. Ótimo, não é mesmo? Dessa forma, não é preciso contar um a um e a margem de erro é tão baixa que nem chega a comprometer a contagem (caso ela seja geral).

Vamos conhecer então, neste artigo, um pouco mais sobre o arredondamento de números e quais são as regras para que ele possa ser feito de maneira correta.

Regras para o arredondamento de números

Ao total, existem duas regras bem simples para que o arredondamento de números possa ser efetuado de maneira correta:

1. Caso o número que você pretende eliminar seja igual ou maior que cinco, é necessário acrescentar uma unidade no primeiro algarismo alinhado à sua esquerda;

2. Caso o número que você pretende eliminar seja menor do que cinco, o algarismo localizado à esquerda pode ser inalterado.

Seguindo essas duas regrinhas (que podem ser complicadas, mas na prática, são extremamente simples), você pode arredondar qualquer número – seja para contar o troco do mercado ou para utilizar em cálculos de matemática financeira, por exemplo.

Vamos conferir alguns exemplos gerais de arredondamento de números seguindo essas duas regrinhas básicas:

• Número 9.757 – o número que deve ser eliminado é o 7, correto? Considerando o fato de que ele é maior que cinco, é necessário somar à esquerda uma unidade. Por isso, o número deve ser escrito da seguinte maneira: 9.76.

• Número 10.262 – já aqui o algarismo que iremos eliminar é o 2, e no caso, ele é menor do que cinco. Sendo assim, não há nem sequer a necessidade de fazer alguma alteração do numeral anterior da esquerda. Sendo assim, o número ficaria: 10.26.

Como realizar o arrendamento em formatos de dezena/centena

Para arredondamentos mais simples, como na hora de dar o resultado de uma pesquisa, uma simples tabela com números em formato de dezena e/ou centena com certeza poderá lhe auxiliar. Vamos conferir?

• Números no formato de dezena

• 19 – se torna 20;

• 22 – se torna 20;

• 43 – se torna 40;

• 46 – se torna 50;

• 33 – se torna 30;

• 85 – se torna 90;

• 97 – se torna 100;

• 101 – se torna 100.

Sendo assim, a regra neste caso é bastante simples – basta arredondar o número para a anterior ou seguinte dezena com base no último número. Se ele for igual ou superior a cinco, arredonde para a próxima dezena. Caso o número seja inferior a 5, arredonde-o para a dezena anterior. Simples, não é mesmo?

• Números no formato de centena

• 230 – se torna 200;

• 920 – se torna 900;

• 468 – se torna 500;

• 385 – se torna 400;

• 415 – se torna 400;

• 128 – se torna 120;

• 289 – se torna 300;

• 970 – se torna 1000.

A regra aqui é a mesma. Tenha como base a metade – 50 para lá e 50 para cá. É abaixo de 50? Arredonde para a centena anterior (como no caso de 128, que se torna 100). É acima de 50? Arredonde o número para a próxima centena (como no caso de 970, que se torna 1000).

Utilize o arredondamento no trabalho ou nas mais simples situações do dia a dia para facilitar – e muito, a sua rotina.