Pirâmides: Definição, Classificação e Elementos


Pirâmides

As pirâmides são definidas por serem poliedros convexos limitados. Isso significa que para que se tenha uma pirâmide é preciso de um polígono, do tipo ABCDE, o qual está apoiado sobre uma superfície. Enquanto isso, o outro extremo (que é a vértice da pirâmide) está do lado oposto da base, não pertencendo à mesma superfície de base.

Quando se trata de pirâmide, a primeira referência que vem à mente são as pirâmides do Egito, as quais são, de fato, as maiores e principais referências sobre o assunto. A maior das que resistiram às ações do tempo recebeu o nome de Quéops, que tem 228 metros de base em cada lado e 147 metros de altura.

A pirâmide Quéops foi a mais alta estrutura construída pelo homem até o ano de 1990. Depois disso, a Torre Eiffel foi construída e passou a ocupar o lugar da pirâmide mais alta.

Elementos da pirâmide

As pirâmides são figuras tridimensionais, compostas por diferentes elementos que garantem o seu formato. Os elementos que compõem uma pirâmide são:

Base – a base é o polígono que fica apoiado na superfície, do tipo ABCDE.
Altura – a altura de uma pirâmide é calculada através da distância da base até o vértice (V).
Face – as faces de uma pirâmide são os triângulos, ou melhor, os lados da figura.
Aresta lateral – as arestas laterais são as linhas que podem ser traçadas, que ligam o vértice (V) até um dos pontos da base.
Aresta da base – as arestas da base são cada uma das retas que formam a base (ABCDE).

Classificação

A classificação de uma pirâmide é dada de acordo com a figura (polígono) da base, podendo ser: triangular, quadrangular, pentagonal ou hexagonal.

Pirâmide triangular – quando a sua base tem o formato de um triângulo.

Pirâmide quadrangular – quando a sua base tem quatro lados, ou seja, é um quadri­látero.

Pirâmide pentagonal – quando a sua base é um pentágono.

Pirâmide hexagonal – quando a sua base é um hexágono.