A Importância da Interpretação e Construção do Texto e da Análise da Mensagem


As intenções do autor

Todo texto existe ou é gerado segundo alguma in­tenção de seu autor: é o que podemos chamar de “razão de ser do texto”. Tal razão depende de vários fatores, como o veículo de informação no qual foi publicado (li­vro, revista, jornal, etc.); o momento (tempo) em que foi produzido; a que público se destina (a delimitação do leitor ideal justifica, na maioria dos casos, a publicação); e a qual gênero pertence . Assim, a observação desses princípios e a decodificação das mensagens implícita e explícita condensam os artifícios para a interpretação coerente de um texto. Entender sua motivação de existência é uma das primei­ras verificações para compreender seus fundamentos in­formativos.

A Importância da Interpretação

Nesse sentido, vale ressaltar que o conhecimento do autor, seus princípios ideológicos e estéticos, é relevan­te sobremaneira a fim de que haja total compreensão tex­tual. A subjetividade é marca recorrente de textos poéti­cos, e seus autores geralmente se utilizam dela a fim de expressar seus sentimentos, no caso, acerca da necessi­dade de viver.

A METADE DESSA LARANJA SOU EU!

“Querido(a) (nome):
Quando se consegue realizar desejos é tão bom, melhor ainda se eles forem realizados em companhia da pessoa amada. Mais bacana se torna poder confessar a felicidade e todo o sen­timento latente que nosso amor está irradian­do neste momento. É sensacional ter alguém como você para acompanhar passo a passo nosso sucesso e ter o consolo de sua compreensão nos momentos de pouca glória. Os deslizes ficam mais tolerá­veis podendo contar com você e com suas pa­lavras amenas”. Não é só a poesia que pode transmitir sentimentos e emoções – uma carta também exerce essa função.

Construção do texto e análise da mensagem

Para que a mensagem seja devidamente interpreta­da, o leitor precisa conhecer o significado das palavras – ter domínio vocabular -, saber relacioná-las ao con­texto (a situação de produção do texto, seus referentes, suas intenções) e estabelecer relações de sentido entre o texto escrito e a realidade que o cerca. Desse modo, deve-se entender que uma palavra é utilizada em determinado texto com função precisa, ou seja, o autor não simples­mente usou certa palavra, ela era fundamental para a construção da mensagem. Daí o equívoco de se pensar que o uso simplório de um termo vai tornar o texto mais bonito, elegante ou atraente. É importante perceber se a palavra realmente cumpre sua função no texto, isto é, informar, ironizar, acrescentar dados, unir orações, esta­belecer comparações, etc.

Perceba como, dependendo do contexto, uma pala­vra pode ter sua significação variada: Estada é um município da Espanha na pro­víncia de Huesca, comunidade autônoma de Aragão, com área de 16,03 km2, população de 192 habitantes (2004) e densidade populacio­nal de 11,98 hab/km2.

É fácil perceber que, em a, trata-se do nome de um município espanhol e que, em b, o termo tem a acepção própria do dicionário (“ato de estar, de permanecer em algum lugar”). Muitos ainda consideram a diferença entre estada e estadia. Qual dessas palavras se deve usar para se refe­rir à permanência de uma pessoa num hotel ou outro lu­gar? Tanto faz. Já se foi o tempo em que era rigorosa a distinção entre os dois termos: estadia era usado apenas para indicar o período de tempo autorizado de um navio mercante num porto. Exemplos do uso corrente dessas palavras:

•       Durante sua estada no poder, o presiden­te fez várias viagens ao exterior.
•       Um dos momentos mais emocionantes da estadia do cantor na cidade foi quando ele assistiu ao vídeo do próprio show.

Termos é um dos aspectos que pode dificultar a leitura. Mas, quando isso ocorre, o bom leitor sabe buscar as “pistas” que o texto fornece, isto é, os elementos conhe­cidos a partir dos quais pode elaborar suas hipóteses. É preciso ter em mente que apren­der a ler textos mais sofisticados é resultado da prática contínua e diversificada de leitura. Talvez você nunca tenha ouvido falar em oncorose, mas o desconhecimento do significado da palavra não o impediu de compreender o texto. Desconhecer alguns