Locução Adverbial


Locução é um agrupamento de palavras que configura uma função morfológica. A morfologia, do ponto de vista da linguística, é o estudo individual das palavras quanto à forma e à estrutura. Existem dez classes morfológicas na língua portuguesa, ou classes gramaticais, ou, ainda, classes de palavras:

Locução Adverbial

As classes gramaticais são: substantivo, adjetivo, verbo, pronome, advérbio, artigo, preposição, numeral, conjunção e interjeição.

As locuções podem ser substantivas, adjetivas, numéricas, pronominais, verbais, adverbiais, prepositivas, conjuntivas e interjetivas.

Os advérbios são palavras invariáveis, que, de alguma forma, modificam, amplificam, atenuam ou reforçam outras palavras, ou até de frases inteiras, modificando o seu sentido.

O advérbios podem ser de afirmação (ex: sim, certamente, evidentemente), de negação (ex: não, nunca, jamais), de modo (ex: bem, mal, também, devagar), de lugar (ex: aqui, lá, perto, longe, acima, abaixo), de dúvida (ex: talvez, provavelmente, porventura), de intensidade (ex: muito, pouco, tanto, completamente, demasiadamente), de tempo (ex: agora, amanhã, ontem, cedo, tarde), interrogativos ex: quem, quando, onde, por que), de inclusão (ex: também, inclusive, até), de exclusão (somente, exclusivamente).

Locução adverbial

Sendo uma locução um agrupamento de palavras que configura uma função morfológica, uma locução adverbial nada mais é que um agrupamento de palavras que substitui ou que se equivale a um advérbio.

Tal característica sugere uma infinidade de combinações para substituir os advérbios em suas mais diversas formas e finalidades. Tratemos abaixo cada uma das categorias de locução adverbial, com alguns exemplos e explicando como eles transformam o sentido da frase, da mesma forma que ocorre com os advérbios:

Locução adverbial de tempo:

Ex: Logo mais estaremos reunidos para um passeio ao museu.
“Logo mais” situa a oração no tempo e lhe confere maior sentido. Se fosse “logo mais à noite” o advérbio de tempo estaria conferindo ainda mais precisão à frase quanto à localização da ação no tempo.

Ex: De tempos em tempos era acometido daquelas estranhas alucinações.
“De tempos em tempos” estabelece que “aquelas estranhas alucinações” aconteciam de forma sistemática em intervalos de tempo.

Locução adverbial de lugar:

Ex: É logo ali à sua direita.
“Logo ali à sua direita” sugere alguém chamando atenção de seu interlocutor para algo que está próximo e à direita, orientando-o quanto a um lugar onde a frase sugere querer chegar.

Ex: O atacante avançou com a bola e arrematou à direita da meta.
“À direita” indica o lugar por onde passou a bola que foi chutada para fora do alvo.

Locução adverbial de afirmação:

Ex: A culpa disso tudo, sem dúvida alguma, é da irresponsabilidade daquele governador.
“Sem dúvida alguma” confere à afirmação certeza e contundência.

Ex: É preciso que se diga que de fato foi tentado de tudo para solucionar o problema.
“De fato” serve para reforçar a veracidade da afirmação de que “foi tentado de tudo”.

Locução adverbial de negação

Ex: Em hipótese alguma voltarei a me relacionar com essa pessoa.
“Em hipótese alguma” muda o sentido da frase, substituindo o não, mas conferindo ainda mais contundência à negativa.

Ex: Não conseguia escalar aquela montanha de jeito nenhum.
“De jeito nenhum” reforça o fracasso na tentativa de escalar a montanha, sugerindo que foram feitas todas as tentativas possíveis.

Locução adverbial de modo:

Ex: Aproximou-se aos prantos da entrada da capela.
“Aos prantos” designa que o sujeito da ação chorava quando se aproximou da capela, que estava choroso (a).

Ex: A plateia acompanhou em silêncio aquela cena arrebatadora.
“Em silêncio” muda a finalidade da frase. Ao retirar a locução adverbial, resta a informação de que a plateia acompanhou a cena. A locução adverbial explica como se portava a plateia enquanto assistia.

Locução adverbial de intensidade:

Ex: Estou um pouco cansado.
“Um pouco” atenua a condição de cansaço.

Ex: O consumo em excesso desse tipo de alimento faz mal à saúde.
“Em excesso” substitui “exagerado”, “descontrolado”.

Outros valores semânticos

Além das abordadas acima, há outras formas de locução adverbial conforme a finalidade semântica.

Por exemplo, as locuções adverbiais podem significar adesão ou solidariedade (Estamos “do seu lado”), dúvida “De certo modo”, (sou obrigado a conceder algum crédito à sua tese, mas…), conformidade (Saiu tudo “de acordo” com o combinado), concessão (Apesar de você não ter tido um bom comportamento, autorizarei sua ida ao cinema), condição (“Na hipótese de” conseguirmos o dinheiro, talvez consigamos reverter o quadro financeiro) assunto (“A respeito” daquele livro, é realmente muito ruim) companhia (Sempre que compareço àquelas recepções, Beatriz está “ao meu lado”).

É muito importante ressaltar que a classificação da locução adverbial está condicionada não somente à forma, mas também à semântica. Sendo assim requer que se observe atentamente o contexto em que a locução adverbial é proferida. “Com certeza”, por exemplo, quanto à forma, é uma locução adverbial que indica afirmação, logo é uma locução adverbial de afirmação.

Irei ao jogo amanhã “com certeza”.
Por outro lado, a mesma locução adverbial usada na mesma frase pode indicar negação.

“Com aquela festa que eu aguardei o ano inteiro para ir no mesmo horário? Irei ao jogo “com certeza”.

Nesse caso, se a frase fosse escrita de outra forma:
“Com certeza irei ao jogo”

Poderia ser substituída por:
“Em hipótese alguma irei ao jogo”.