Resumo sobre Classe de Palavras e Estudo da Semântica: Sinônimos, Antônimos e Parônimos


Existem dez classes de palavras:
Substantivo
Adjetivo
Artigo
Numeral
Pronome
Verbo
Advérbio
Preposição
Conjunção
Interjeição

Resumo sobre Classe de Palavras e Estudo da Semântica

ALGUMAS OBSERVAÇÕES
1. A mesma palavra pode pertencer a mais de uma classe: O mar é azu/(azu\ é adjetivo); A cor azul é bonita (azul é substantivo)
2. Alguns substantivos, pronomes e numerais são invariáveis
3. Alguns advérbios podem flexionar no grau

Veja que o substantivo é a classe gramatical mais importante do grupo das variáveis. O verbo desempenha um papel bastante importante de ajuda ao substantivo na formação das orações.

a)     Substantivo: É a palavra com que designamos ou nomeamos os seres em geral

b)     Artigo: É a palavra que acompanha um substantivo. Exemplos: “O menino seria um pianista famoso. Alterava com o lápis as notas de sua composição”.

c)     Adjetivo: É a palavra variável que serve para caracterizar seres e objetos exprimindo aparência, modo de ser, estado, qualidade.
Exemplos: “A filha da vizinha, garota tão bonita e bondosa, tinha um romance bem-comportado com o filho mais velho do guarda”.

d)    Numeral: Denota um número exato de coisas, seres ou conceitos ou indica a posição que ocupam numa determinada ordem. Exemplos: Quero um pão e duas roscas. Os carros completaram a décima volta no circuito de imola. Ele ganhou o triplo do que esperava.

e)     Pronome: Se refere ou representa um ser não lhe dá qualificação nem propriedade, considerando-o como pessoa do discurso apenas. Exemplos:
“Dorme, ruazinha… É tudo escuro…
E os meus passos, quem é que pode ouvi-los?
Dorme o teu sono sossegado e puro,
Com teus lampiões, com teus jardins tranquilos…”

f)    Verbo: É a palavra que indica ação, estado, mudança de estado, fenômeno da natureza,
acontecimento, desejo etc. Exemplos: “Vá até a agência, efetue o pagamento E retire sua encomenda” Os canários são étimos cantores. Ventava muito quando saí

g)    Preposição: É a palavra que liga dois termos entre si, de tal forma que o segundo completa ou explica o sentido do primeiro.
Exemplos: O menino ficou com o brinquedo. O menino ficou sem o brinquedo. Vinha de longe. Viajarei para São Paulo.

h)    Conjunção: É a palavra que une duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração. Exemplos: “As estrelas parecem ser eternas, mas não são”. “O sapo tem pele seca, pois não a utiliza para respirar”. Só vou se você for. Só falarei quando ele autorizar. “Eu canto porque o instante existe”.

i)    Interjeição: É a palavra invariável que expressa emoção, apelo ou estado de espírito.

CLASSES GRAMATICAIS Invariáveis

a) Advérbio: É a palavra que modifica o sentido do verbo, do adjetivo ou de um outro advérbio, exprimindo uma circunstância.
Exemplos:
O relógio
Passa, tempo, tic-tac
Tic-tac, passa, hora
Chega logo, tic-tac
Passa, tempo
Bem depressa
Não atrasa
Não demora
Que já estou
Muito cansado
Já perdi
Toda a alegria
De fazer
Meu tic-tac
Dia e noite
Noite e dia
Tic-tac
Tic-tac
Dia e noite
Noite e dia

Semântica

Semântica é a parte da gramática que estuda o sentido e a aplicação das palavras em um contexto. Assim sendo, a palavra manga pode ter alguns significados dependendo o contexto. Como pode perceber a expressão “essa era” tem significado diferente de “já era”. O contexto nos permite fazer a interpretação. Como já foi comentada na aula anterior, a semântica estuda, dentro da gramática, os aspectos que se relacionam com o sentido das palavras dentro do contexto. Estudaremos os seguintes aspectos da semântica:

a)     Sinônimos: Palavras de significados semelhantes que podem, eventualmente, ser substituídas por outras. Exemplos: bonito – belo branco – alvo economizar – poupar calvo – careca
b)    Antônimos: Palavras de significados contrários. Exemplos: bonito – feio economizar – gastar calvo – cabeludo branco – preto
c)    Homônimos: Palavras de sentidos diferentes, mas com a mesma estrutura fonológica.
As palavras homônimas podem ser:
•      Homógrafas heterofônicas: Exemplos: colher (verbo) – colher (substantivo) jogo (verbo) – jogo (substantivo);
•      Homófonas heterográficas: Exemplos: concertar – consertar censo – senso;
• Homófonas homográficas: Exemplos: alvo (substantivo= coisa que se deseja acertar) – alvo (adjetivo = branco) – são (adjetivo = sadio) – são (verbo ser);
d)    Parônimos: São palavras de sentidos diferentes, mas semelhantes na pronúncia e na escrita. Exemplos: ratificar (= confirmar) – retificar (= corrigir), comprimento ( = extensão) – cumprimento ( = saudação), emergir (= vir à tona) – imergir (= mergulhar)
e)    Hiperônimos: Podemos dizer ser o centro comum de palavras que pertencem a um mesmo campo semântico. Exemplo: instrumento (cavaquinho – pandeiro – viola -sanfona)
f)    Hipônimos: É a constelação semântica onde se juntam vários elementos de um mesmo campo semântico. Exemplo: sanfona – cavaquinho – pandeiro e viola que pertencem a um hiperônimo instrumento.
g)     Polissemia: Exemplos: O menino perdeu o fio de nylon no fio do poste. Ele ocupa um alto posto na empresa. Abasteci meu carro no posto da esquina.