Ácido araquidônico


O ácido araquidônico, conhecido também como ARA, é um ácido graxo que pertence a mesma família que o ômega 6, ou seja, os polinsaturados. Sua fórmula química é definida por C20H3202 e podemos estudá-lo não apenas na química orgânica como também na biologia.

acido-araquidonico
Apesar do nome estranho, possui uma série de benefícios, principalmente para o corpo humano, que incluem manter o cérebro funcionando corretamente e também controlar o crescimento. O que significa dizer que é uma substância importante para o organismo e não algo que deve ser evitado ou ignorado.

É responsável por regular a atividade dos neurônios, razão pela qual se torna tão importante na alimentação. Isso significa dizer que é um ácido graxo essencial não apenas para adultos, como também para crianças.

Também desempenha papel importante na reparação e no desenvolvimento do tecido muscular esquelético.

Quando a mulher está amamentando, fornece ao bebê essa substância através do leite materno. Tanto que é importante que sua alimentação seja rica em ácido araquidônico, já que é esse elemento que contribuirá para o desenvolvimento do bebê.

Segundo estudos, bebês que nascem prematuros estariam em desvantagem em relação àqueles que nasceram no período correto, já que receberiam menos desse ácido graxo durante a gestação. O resultado disso podem ser problemas de crescimento e a situação se torna ainda mais grave caso a mãe não consiga amamentar.

Esse ácido graxo é indicado também para quem pratica atividades físicas com o objetivo de acumular massa muscular e aumentar a força. Isso ocorreria através do aumento da biossíntese de prostaglandinas, que acontecem com a liberação do ácido araquidônico.

Benefícios do ácido araquidônico

Como é essencial para o bom funcionamento do corpo desde que somos bebês, o ácido graxo proporciona uma série de benefícios, como:

• Estimular o crescimento dos músculos

Um dos principais objetivos de quem pratica atividades físicas para ganhar massa muscular é ver os músculos crescerem e essa substância promove isso através da inflamação dos músculos. Ou seja, indiretamente proporciona o crescimento de células musculares.

• Ajuda a prevenir a diabetes e a obesidade

Isso ocorre pelo fato da substância atuar diretamente sobre o hormônio resistina, inibindo sua função e assim evitando o surgimento da diabetes.

• Previne doenças degenerativas

Por atuar diretamente no cérebro e manter os neurônios funcionando corretamente, o ácido araquidônico ajuda na prevenção de doenças degenerativas, como o Alzheimer.

• Previne o AVC

Esse ácido graxo atua também impedimento a formação de coágulos sanguíneos. Dessa forma consegue prevenir o AVC e também ataques cardíacos.

• Melhor a memória
Ligado também a questão do bom funcionamento do cérebro e dos neurônios, o ácido graxo consegue potencializar a memória.

• Previne o envelhecimento precoce das células

Assim como outros ácidos graxos da família do ômega-6, o ácido araquidônico também previne o envelhecimento das células.

• Regula o crescimento do corpo

Nas crianças, o ácido graxo tem mais uma função, que é regular o crescimento do corpo de forma correta. Bebês que não receberam boas quantidades da substância durante a gestação ou amamentação tem maiores riscos de sofrerem com doenças do crescimento, como crescer muito rapidamente ou muito devagar.

• Melhora o fluxo sanguíneo

Esse benefício é mais observado a longo prazo, ou seja, na vida de uma pessoa que inclui uma dieta rica nesse ácido graxo. Como resultado disso há uma melhor oxigenação dos tecidos do corpo e de seu funcionamento como um todo.

Alimentos ricos em ácido araquidônico

Como você pode perceber nos tópicos anteriores, o ácido araquidônico é essencial para o corpo, sendo importante que faça parte de nossa alimentação. Vale comentar que nada em excesso faz bem, então é importante que seu consumo seja balanceado.

Dentre os alimentos ricos nesse ácido graxo estão:

• Carnes

As carnes são ricas em ômega-6 e principalmente nessa substância. Então é essencial manter esses alimentos em sua dieta.

• Gema de ovo

A gema de ovo também é rica em ácido araquidônico, então esse alimento pode ser consumido sem medo.

• Peixes

Os peixes são conhecidamente ricos em ômega-6.

• Leite e derivados

Essenciais para a dieta em vários aspectos, o leite e seus derivados também a ajudam a aumentar a quantidade desse ácido graxo em seu corpo.

• Soja

A soja também é rica em ômega-6 e pode fazer parte da alimentação de quem precisa aumentar os níveis de ácido araquidônico no organismo.

• Alho

Esse tempero, além de dar um sabor diferenciado para os alimentos contribui também para o aumento da quantidade de ômega-6 no seu corpo.

• Couve de Bruxelas

Dentre as verduras que contém o ácido graxo, está a couve de Bruxelas, que pode ser inserida na dieta diária.

Vale comentar que, para conseguir um grama de ácido araquidônico através apenas da alimentação seria necessário consumir altas quantidades de cada um dos alimentos citados, principalmente dos peixes.

Para crianças e pessoas que levam uma vida normal, o que é obtido através da alimentação já é suficiente, agora para os atletas talvez seja necessário investir na suplementação alimentar. Esse último caso sempre deve ocorrer por recomendação médica e com acompanhamento profissional.

Agora você já sabe o que é e para que serve o ácido araquidônico. Como você leu durante o artigo, ele é essencial para o bom funcionamento do corpo e proporciona uma série de benefícios para adultos e crianças.