Fórmula Mínima ou Empírica: Conceito e Características


Fórmula Mínima ou Empírica

Um dos assuntos mais estudados na Química é a estequiometria, que relaciona a quantidade de produtos e reagentes em uma reação.

Para auxiliar os cálculos, é importante conhecer a fórmula empírica da substância. Entenda o que significa esse conceito e confira um exemplo de como montar a fórmula empírica.

Conceito e características

A fórmula mínima, também conhecida como fórmula empírica, nos fornece a menor proporção entre os átomos dos elementos que formam um composto químico, em números inteiros e menores possíveis.

É dada por meio da fórmula molecular da substância, que expressa quantos átomos de cada elemento estão presentes na molécula.

A fórmula molecular da glicose, por exemplo, é dada por C6H12O6, o que indica que há uma proporção real de 6:12:6 entre os átomos. Simplificando os números por 6, obteremos a fórmula mínima, dada pelos menores índices possíveis: CH2O (o índice 1 não é escrito).

Em alguns casos, a fórmula molecular e a fórmula empírica são iguais, uma vez que não é possível simplificar um ou mais índices. É o caso do ácido sulfúrico, cujas fórmulas são H2SO4.

Como montar a fórmula empírica

Para montar a fórmula empírica quando não se sabe a fórmula molecular, pode-se utilizar a fórmula percentual. Basta considerar que, em cada 100 gramas do composto, a massa de cada elemento corresponde ao seu valor percentual.

Vamos a um exemplo:

A composição de determinada substância é dada por:

– C = 40%
– H = 6,67%
– O = 53,33%

A partir dos dados, podemos considerar que, em cada 100 gramas da amostra, temos 40 gramas de carbono, 6,67 gramas de hidrogênio e 53,33 gramas de oxigênio.

Em seguida, devemos converter os valores em mol, dividindo-os pelas respectivas massas molares. Obteremos os seguintes dados:

– C: 40/12 = 3,33
– H: 6,67/1 = 6,67
– O: 53,33/16 = 3,33

Como os valores obtidos não são inteiros, o que foge à regra da fórmula mínima, podemos dividir todos os valores pelo menor deles, mantendo a proporção. Chegaremos, então, ao seguinte resultado:

– C: 3,33/3,33 = 1
– H: 6,67/3,33 = 2
– O: 3,33/3,33 = 1

Portanto, a fórmula mínima do composto é: CH2O.