Propriedades Periódicas e Aperiódicas


Antes de começar este artigo, gostaríamos de colocar a seguinte dúvida em sua cabeça: será que você sabe para que serve a tabela periódica?

Propriedades Periódicas e Aperiódicas

A tabela periódica tem como principal objetivo organizar, em um só lugar, os elementos com componentes físicos e químicos semelhantes. Para tornar a localização dos mesmos mais simples, os metais, não metais, semimetais e gases nobres estão em grupos distintos.

Mas na realidade, a utilidade da tabela periódica vai muito além da distribuição eletrônica de átomos, número e massa atômica. Ela também pode ser utilizada para possibilitar a observação de propriedades periódicas e aperiódicas. Mas afinal, você sabe o que esse conceito significa?

A seguir, confira o que são propriedades periódicas e aperiódicas e seus principais representantes.

Propriedades periódicas da tabela

O termo “periódica”, por si só, faz referência a algo que se repete com determinada frequência. Sendo assim, se em toda quinta-feira você joga futebol, esse é um evento ‘periódico’.

Neste sentido, você já deve imaginar o que são as propriedades periódicas: aquelas que variam com certa frequência na tabela periódica. Sendo assim, toda vez que o número atômico de tal propriedade aumenta, ela assume diferentes valores (crescentes ou decrescentes) e em intervalos regulares.

No próximo tópico, confiram quais são as propriedades periódicas da tabela.

Propriedades aperiódicas

Já os valores das propriedades aperiódicas também variam quando o número atômico aumenta. Porém, com a diferença de que estas propriedades não “respeitam” uma única posição na tabela, ou seja, sem se repetirem de períodos em períodos regulares. A seguir, confira quais são os representantes das propriedades aperiódicas.

Quais são as propriedades periódicas e aperiódicas da tabela

Depois de conhecer o que são as propriedades periódicas e aperiódicas, você deve estar pensando em quais são os seus representantes, não é mesmo?

A seguir, confira quais são as propriedades periódicas e as propriedades aperiódicas da tabela.

Propriedades periódicas da tabela

As propriedades periódicas da tabela são as seguintes: eletropositividade, volume atômico, temperatura de ebulição, eletronegatividade, raio atômico, potencial de ionização, temperatura de fusão, afinidade eletrônica e densidade atômica.

Por alguns estudiosos, as propriedades temperatura de fusão, densidade atômica, temperatura de ebulição e volume atômico são consideradas aperiódicas, já que podem apresentar desordenamento em alguns períodos. A temperatura de ebulição e fusão podem aumentar nas famílias de esquerda e decair nas de direita, enquanto o volume atômico aumenta da região central para os extremos, por exemplo.

De modo geral, as propriedades periódicas de elementos mais estudadas são as seguintes:

-> Eletronegatividade

Essa propriedade é uma tendência quando o átomo em questão recebe elétrons (por meio do procedimento de ligação química). Vale lembrar que a eletronegatividade nunca pode ser calculada em átomos isolados.

O elemento que apresenta maior eletronegatividade na tabela periódica é o Flúor.

-> Raio Atômico

O raio atômico consiste na distância entre o núcleo do átomo e sua própria eletrosfera. Ele cresce na direção de cima para baixo e sempre de acordo com o número de átomos em cada elemento.

-> Potencial de Ionização

Esse tipo de substância mede a energia necessária para que, em estado gasoso ou fundamental, seja possível remover um elétron do interior de um átomo neutro.

-> Eletropositividade

A eletropositividade tem o mesmo método de medição da eletronegatividade: por meio de ligações químicas. Porém, a diferença está no sentido oposto – uma vez que são estudados o potencial do átomo na perda (ao invés do ganho) de elétrons.

Na tabela periódica, o elemento com maior eletropositividade é o frâncio.

• Propriedades aperiódicas da tabela

Como já vimos, essas propriedades são aquelas que não se repetem regularmente, ou seja, em períodos já pré-determinados.

A seguir, confira quais são as propriedades aperiódicas de elementos mais comuns:

-> Calor específico

O calor específico consiste na concentração de calor que 1g de determinada substância precisa para ter a temperatura aumentada em 1 grau célsius. Vale lembrar que esse procedimento deve ser realizado sem mudanças no estado físico da substância.

-> Massa atômica

A massa atômica, por sua vez, aumenta na mesma proporção de seu número atômico. Ela consiste na unidade de peso dos átomos.

-> Dureza

A dureza consiste em uma propriedade do tipo mecânica presente principalmente em materiais sólidos. A dureza, como seu nome já nos dá a entender, reflete na resistência e força de determinados materiais – tanto diante de penetrações como de riscos de modo geral.

-> Índice de refração

Por fim, o índice de refração consiste em uma propriedade aperiódica física. Ele é o resultado da razão que mede a velocidade da luz em dois diferentes ambientes: em um corpo denso e transparente e no próprio ar.

Esse tipo de propriedade aperiódica aumenta gradativamente, a mesma medida em que aumentam os seus números atômicos.