Propriedades Químicas do Alumínio, Cobre, Chumbo, Zinco e Mercúrio


FABRICAÇÃO DO AÇO

Mais da metade do aço produzido no mundo é obtido pelo processo de oxigênio básico. Esta foto mostra uma fornalha de oxigênio básico (à direita) sendo carregada, ou preenchida, com ferro fundido. O ferro proveniente de uma fornalha de fundição é derrama­do na fornalha de oxigênio básico. O oxigênio é bombeado para purificar o ferro por combinação com as impurezas de carbono. Quando o “sopro” de oxigênio se completa, a for­nalha é inclinada para ser esvaziada do aço. Em relação ao teor em carbono, temos: de C —> ferro gusa > aço > ferro. A maior parte do ferro gusa é convertida em aço, pela eliminação parcial do C.

Propriedades Químicas do Alumínio

Aços especiais – Alguns metais como Cr, Mn, Ni e outros adicionados ao aço for­necem aços especiais. Exemplos:
–  Aço-cromo —» aço inoxidável
–  Aço-manganês —» aço usado em trilhos

A fundação dos edifícios é construída enterrando-se no solo grandes estacas de aço ou concreto. O bate-estaca faz o trabalho.

•         Lata – É uma liga superficial. É ferro revestido de estanho. O revestimento de estanho prote­ge o ferro contra a ferrugem.
•         Ferro galvanizado – É o ferro revestido de zin­co, que protege o ferro contra a ferrugem.

Alumínio

O alumínio é um metal extraído da bauxita (A^2O3 hidratado), por eletrólise do A12O3 fundido. O ânodo usado na eletrólise é de carvão; o oxigênio liberado no ânodo combina-se com o carvão, fornecendo CO.

Com aço pobre em carbono fabricam-se carrocerias automóvel, por exemplo. O aço médio serve para montar vigas de estrutura.  Alto teor de carbono produz um aço difícil de deformar/ com ele se fazem trilhos sujeitos a alto desgaste. A inclusão de
tungstênio ao aço aumenta sua resistência ao calor.

Pedaço de bauxita

O alumínio é o metal  mais comum  na crosta  terrestre.   Ele ocorre  na   forma   de um minério chamado bauxita, que por sua vez contém alumina, um composto do me­tal com oxigênio. O alumínio é leve, bom condutor de ca or e de eletricidade e resiste bem à corrosão. Por isso, usa-se o alumínio, puro ou em ligas, na fabricação de inú­meros produtos, entre eles aviões, bicicletas, esquadrias, tin­tas, panelas e cabos elétricos.

A passagem de corrente

Depois do ferro, o alumínio é o metal de maior aplicação, entre as quais merecem destaque:
•         construção civil (portões, esquadrias, etc.);
•         fabricação de aviões, em que são usadas as ligas leves, cujo principal componente é o alumínio;

Aplicações de outros metais

Cobre

Em fios condutores de eletricida-de.
Em utensílios diversos: panelas, lustres, etc.
Em encanamentos.
Sob forma de latão (liga: Cu + Zn) é utilizado na fabricação de pregos, parafusos, estatuetas, monumen­tos, etc.

Chumbo

Na solda comum, solda dos latoeiros ou solda dos bombeiros (Pb + Sn).
Encanamentos (Atualmente o chumbo está sendo substituído cada vez mais por plásticos).
Fabricação de baterias (acumuladores de chumbo).
Fabricação de ligas de baixo ponto de fusão, usadas nos fusíveis (material elétrico) e nos extintores automáticos de incêndio.

Zinco

Fabricação de pilhas secas (pilhas comuns de lanternas, de rádios, etc.).
Fabricação do latão (Zn + Cu). Fabricação do ferro galvanizado (Zn + Fe).

Estanho

Fabricação de latas (Fe + Sn). Fabricação do bronze (Cu + Sn) Solda comum (Sn + Pb).

Mercúrio

Fabricação de termômetros e outros aparelhos utilizados em Física.
Extração de ouro (processo de amalgamação).
Obturação de cáries dentárias (sob a forma de amálgamas).
O amálgama é composto de uma mistura de prata e mercúrio, à qual se adicionam também pequenas quantidades de outros metais, como es­tanho, cobre e zinco.