Reação química envolvida na fotossíntese


A fotossíntese, assim como o seu próprio nome já nos dá a entender, consiste em uma síntese de carboidratos realizados por meio do dióxido de carbono – famoso CO² e a água.

Tal processo é conhecido por muitos de nós, já que é a forma pela qual os seres autótrofos, como as bactérias, plantas e águas produzem os seus próprios alimentos.

Mesmo sabendo disso, assim muitos são os estudantes que concentram dúvidas acerta de seus tipos de reação – especialmente, nesse artigo, a reação química – e como ele pode auxiliar na própria nutrição do vegetal. Por isso, há a necessidade de entender como o fenômeno se desenvolve, quimicamente falando.

Reação química na fotossíntese

O que verdadeiramente caracteriza uma reação da fotossíntese envolve a própria absorção da luz, sendo ela de extrema importância para que esse processo aconteça, uma vez que precisamos dela para que os alimentos sejam produzidos para as plantas.

As folhas dessas plantas, por sua vez, contam com células de origem fotossintetizadoras, que contam com grande sensibilidade à luz graças a uma substância chamada de clorofila.

A clorofila, por sua vez, se caracteriza como o pigmento de maior importância para o processo de fotossíntese, uma vez que ele consegue captar toda a radiação brilhosa, transformam-na em fonte de energia, ou melhor, em energia de caráter química.

Pois é: e é então que a reação química envolvida na fotossíntese entra.

A Reação química envolvida na fotossíntese

A energia luminosa que é utilizada para a reação das plantas vem da própria luz do sol, e posteriormente, é absorvida pela clorofila. Esse tipo de luz e a sua transformação em energia química é o que permite o desenvolvimento das plantas, desde o seu crescimento, florescimento e o próprio estímulo para produzir os frutos.

Não devemos nos esquecer de que o processo de fotossíntese é de extrema importância para nós seres humanos. Isso porque todo o alimento que ingerimos das plantas integra a nossa constituição celular. E outra parte dos nutrientes é capaz de nos fornecer toda a energia necessária para atividades humanas como o crescimento, desenvolvimento natural, fortalecimento dos músculos, energia para o dia a dia, reprodução e muitos outros.

E qual é essa reação química?

A reação química envolvida na fotossíntese ocorre de uma maneira totalmente oposta quando em comparação com a respiração dos seres heterótrofos, ou seja, seres que não tem a capacidade de produzir os próprios alimentos. Sendo assim, essa reação é diferente de como seria com nós humanos ou com os animais, que precisam tirar a energia de outras fontes para se alimentarem.

A reação química envolvida na fotossíntese pode ser explicada de uma maneira muito simples, já que envolve a água, gás carbônico e luz. Os três, juntos, resultam em oxigênio e glicose.

Sendo assim, podemos afirmar que na fotossíntese há a liberação de gás carbônico, luz e água. Todas essas moléculas de caráter orgânicas são sintetizadas e liberam o oxigênio e a glicose que elas precisam.

Quando a luz solar incide diretamente em uma das moléculas de clorofila, ela se responsabiliza diretamente por absorver uma grande parte da energia luminosa. E é essa energia que irá permitir a reação do próprio gás carbônico com a água, produzindo diferentes tipos de carboidratos e liberando o oxigênio necessário para o desenvolvimento da planta.

Para os interessados na equação que determina esse tipo de reação química envolvida na fotossíntese, aqui está ela:

6 CO2(g) + 6 H20(l) + calor => C6H12O6(aq) + 6 O2(g)

Vale ainda destacar que o próprio catalisador desse tipo de reação é a clorofila, que já explicamos anteriormente sua função de grande importância para a saúde das plantas.

A clorofila, nesse tipo de reação química, nem se quer se desgasta. Também não é consumida, e atua unicamente na ativação e na intensificação da reação.

Mas, no caso dos seres humanos, nós precisamos partir para o consumo de outros seres – além do próprio oxigênio – para que tenhamos energia o suficiente para ficarmos vivos – para o processo de respiração e outras atividades já ditas anteriormente. É com essas ações que garantimos a formação do gás carbônico e da água em nosso organismo.

E depois dessa reação química envolvida na fotossíntese a planta se decompõe por completo, se transformando posteriormente em glicose. Depois, essa glicose novamente irá formar dióxido de carbono, em uma reação que já não é a mesma da fotossíntese. O gás volta para a atmosfera e o que se dá início agora é o ciclo do carbono.

Por outro lado, também podemos concluir que a fotossíntese envolvendo as plantas é de extrema importância para nós, seres humanos. Foi esse processo que, já há muitos anos, possibilitou a formação do carvão e do petróleo, dois itens fundamentais para o nosso dia a dia atual, sendo eles utilizados pelo homem em variadas atividades como um ativador de fontes de energias.