Resumo sobre o que é Solução Química


Soluções químicas fazem parte do nosso cotidiano. O soro caseiro e a salmoura, por exemplo, são dois exemplos de soluções químicas preparadas em casa. A diferença é que nos laboratórios industriais as soluções químicas são preparadas com equipamentos de precisão e a finalidade dos experimentos é a formulação de outros produtos como o vinagre, gasolina, água oxigenada, soro, remédios, entre muitos outros.

Resumo sobre o que é Solução Química

Uma solução química é uma mistura homogênea formada por dois componentes, o soluto e o solvente. O soluto é a substância que se dissolve no solvente. Sendo assim, a proporção de soluto é sempre menor que a de solvente. Exemplos: a salmoura (mistura de sal e água) e o soro caseiro (mistura de água, sal e açúcar) são soluções químicas homogêneas.

Ácido acético diluído em água forma o vinagre que usamos para temperar saladas e molhos é um tipo de solução homogênea. Um refrigerante contém uma solução formada por água, sacarose, acidulante, corante, aromatizante e dióxido de carbono dissolvido sob pressão.

A solução é classificada como homogênea porque, após a mistura, não é possível separá-las por meios físicos, somente através de processos químicos. O etanol é separado álcool hidratado por destilação fracionada.

A água é considerada como um solvente universal devido à capacidade para dissolver diversas substâncias. As partículas do soluto são átomos, íons ou moléculas, que não ficam sedimentadas nem podem ser separadas do solvente pelo processo de filtração. Exemplo: em uma mistura de sal e água, sendo que a separação do sal será feita através da destilação.

O coeficiente de solubilidade corresponde à quantidade máxima de soluto que poderá ser misturada ao solvente para que a diluição seja completa, consideradas as condições de pressão e temperatura. A solubilidade dos gases no líquido, por exemplo, sofre alterações com variações de pressão. A solubilidade aumenta com a elevação da pressão (Lei de Henry).

A saturação corresponde à capacidade que a mistura possui para manter-se homogênea, com a adição de mais quantidades de soluto. Com relação à condutividade elétrica, as soluções são classificadas como eletrolíticas e não eletrolíticas. Uma solução que possui apenas moléculas dispersas é denominada como solução não-eletrolítica ou molecular porque não conduz eletricidade. As moléculas são neutras. Exemplo de solução não-eletrolítica: água açúcar.

As soluções eletrolíticas são formadas por íons, que conduzem corrente elétrica, também chamadas de soluções iônicas. Exemplo: sal de cozinha água. As soluções são classificadas conforme o estado de agregação (sólida, líquida e gasosa); razão do soluto/solvente e a natureza das partículas dispersas. Vejamos:

Estado de agregação

• Soluções sólidas: são as ligas metálicas. Exemplo: uma peça de bronze é formada por estanho e zinco. Ouro 18 quilates é formado por ouro, prata e cobre. O latão é uma mistura de cobre e zinco.

• Soluções gasosas: o ar que respiramos é uma mistura de gás oxigênio (21%), gás nitrogênio (78%) e outros gases (1%).

• Soluções líquidas: água oxigenada é uma solução que contém peróxido de hidrogênio (H2O2) e água; o álcool comercial é uma mistura homogênea que contém álcool etílico e água.

• Líquidos dissolvido em líquido: a gasolina é um exemplo dessa mistura que contém hidrocarbonetos derivados de petróleo e álcool.

• Sólidos dissolvidos em líquido: o soro fisiológico é uma solução que contém cloreto de sódio (NaCl) e água; água sanitária é uma mistura de hipoclorito de sódio (NaClO) e água; água do mar contém cloreto de sódio, bicarbonato e cloreto de magnésio.

• Gases dissolvidos em líquidos: gás oxigênio dissolvido na água de um aquário.

Proporção entre soluto e solvente

De acordo com a proporção de soluto e solvente, a solução classifica-se em concentrada, saturada, supersaturada e diluída (insaturada):

• Solução concentrada: quando o solvente recebeu a quantidade máxima de soluto

• Solução saturada: nesta mistura o solvente já diluiu a quantidade máxima de soluto; a porção extra não será dissolvida, ficando no fundo do recipiente.

• Solução supersaturada: quantidade de soluto é maior em comparação com a solução saturada. São instáveis e só podem ser mantidas sob determinadas condições de temperatura. Se for agitada, o excesso de soluto ficará sedimentado no fundo do recipiente.

• Solução insaturada: solução diluída, na qual a quantidade de soluto é menor que ao volume máximo que o solvente poderia receber.

Natureza das partículas

• Solução molecular: as partículas dispersas são as moléculas, que não conduzem corrente elétrica.

• Solução iônica: as partículas dispersas são os íons, que conduzem eletricidade.

Concentração de soluções

A concentração de uma solução química corresponde à quantidade de soluto existente em um volume padrão de solvente ou quantidade padrão de solução:

• Concentração comum ou concentração em massa: massa do soluto dividida pelo volume da solução.

• Concentração molar: quantidade de matéria do soluto dividida pelo volume da solução.

• Densidade: quantidade de massa da solução (soluto solvente) dividida pelo volume da solução.

• Título em porcentagem: razão entre a massa do soluto e a massa da solução.

• Título em volume: razão entre o volume do soluto e o volume da solução.

• Partes por milhão: quantas partes do soluto por milhão de partes da solução.

• Molalidade: quantidade de matéria do soluto (mols) pela massa do solvente (quilogramas)

Bons estudos! Saiba mais lendo outros artigos em nosso blog!