Dicas de Redação: Título, conteúdo, Parágrafos e interpretação


Itens a se considerar em uma redação:

Redação
Concordância Verbal
Concordância Nominal
Colocação Pronominal
Aplicação Verbal
Ortografia

Dicas de Redação

Acentuação e crase
Regência Verbal e Nominal
Adequação vocabular (repetição de palavras,
palavras de sentido vago ou impróprias)
Problemas de coesão
Oralidade
Rasuras
Linhas aproveitadas inadequadamente
Letra ilegível ou falta de capricho matéria
Problemas de pontuação
Margem de parágrafo sem uniformidade
Ausência de parágrafos.

O TITULO
O Título de uma redação, quando solicitado, é de suma importância, atente para a sua adequação ao tema proposto, criatividade, letras maiúsculas e pontuação.

A REDAÇÃO PRESSUPÕE LEITURA

• Criatividade
Verossimilhança —/
• Linguagem adequada
• Seleção dos elementos narrativos —
• Mudança de focalização v> £<j
• Uniformidade nos tempos verbais
• Discursos direto e indireto —^
• Descrições pobres.

CONTEÚDO DISSERTAÇÃO
Tese “y
Coerência
Informações ~}
Argumentação/contraargumentação
Paráfrase/colagem
Seleção das ideias
Mistura de focalização
Clareza e fluência no período/frase
Conclusão

Todo comentário, para não ser gratuito ou vazio, pressupõe a apreensão do significado contido na proposta. Não é preciso dizer que o comentário sobre uma tese não tem valor se o comentarista sequer o entendeu.
É altamente desmoralizante, num debate político, por exemplo, um candidato ser interrompido por outro com uma observação como: “Eu concordo com todas as objeções do senhor, mas elas não atingem a minha proposta. O senhor não entendeu o que eu disse”.
Da mesma forma, um aluno pode fazer uma dissertação muito bem construída, mas ser reprovado caso tenha dado mostras de não ter entendido o tema proposto pela discussão.
O SENSO CRÍTICO
O texto deve trazer um olhar crítico original, ou seja, são as suas palavras com o seu julgamento, assim sua produção será ouvida e respeitada. Então:
1. Evite as opiniões primárias tem base em reações quase fisiológicas, assemelhandose à linguagem animal, sem nenhuma demonstração de competência de análise. Por exemplo:
— O que você acha das cpi’s?
— Arrrgghhh!!!! XiiiiiU! Uma porcaria!!!

2. Evite as apreciações esteriotipadas um pouco melhor do que as manifestações com opiniões primárias, mas também de pouco conteúdo argumentativo, sem conteúdo de análise, tratase de uma opinião baseada na experiência pessoal, apenas, ou numa observação da realidade sem o apoio de nenhum método, sem análise, pesquisas….Como resultado temos o lugar comum, clichés, banalidades e preconceitos… Por exemplo:
O que o senhor pensa sobre política?
— Os políticos são homens que se candidatam para se arranjar na vida. No mundo da política só se vê mentira: político só fala o que o povo quer ouvir. Eles só pensam em ganhar voto. Em época de eleição, eles vão atrás do povão, depois viram as costas.
3. É preciso ter julgamento crítico — com uma linguagem mais elaborada, articulada e coerente, não é resultado de uma interpretação imediatista, então seu poder argumentativo é bem maior, logo, o objetivo é alcançado como forma de um bom texto. Por exemplo:
— O que o senhor pensa sobre política?
A maioria das pessoas vê a política com desdém,
como se todos os ocupantes de cargos fossem, por
definição, corruptos e incompetentes. Se isso fosse
verdade, seria muito fácil solucionar esse “problema”:
bastaria mandar todos os governantes ou para a cadeia
ou para a escola e substituílos pelas pessoas que o
criticam. Com isso, viveríamos numa sociedade perfeita.
Na verdade, a política é a arte de administrar contradições, de fazer acordos, de negociar, de ceder, de endurecer, enfim, de governar. Talvez o universo político não mereça a admiração da maioria das pessoas. Mas é inegável que a política é necessária para a vida em sociedade, já que ainda não se inventou uma maneira mais eficaz de se celebrar a democracia.
4. Ler bem e escrever bem, quesitos básicos necessários para a sua aprovação. A prova de redação de um vestibular quer verificar se o estudante está informado sobre os grandes temas postos em discussão na atualidade e se ele é capaz de produzir um texto claro e bem argumentado sobre um desses temas. Então, já que a leitura e a escrita são imprescindíveis para o seu sucesso:
• leia com frequência;
• desenvolva seu senso crítico;
• escreva e passe seu texto para a correção,
• reescreva baseandose nas correções;
• utilize, sempre que preciso, o dicionário,
• tire suas dúvidas com os professores.