Resumo Dia do Trabalho


A cada ano, no primeiro dia do mês de maio, é comemorado o Dia Internacional dos Trabalhadores em vários países. A data serve para celebrar a classe trabalhadora e as conquistas trabalhistas. A escolha da data foi feita em homenagem a uma manifestação histórica realizada em 1886 por trabalhadores de Chicago, cidade mais populosa de Illinois, nos Estados Unidos. Na época, as condições de trabalho eram desumanas.

Resumo Dia do Trabalho

Em resumo, os fatos em Chicago se desenrolaram da seguinte forma:

  • No dia 1º de maio de 1886, trabalhadores da cidade americana tomaram as ruas em uma manifestação que pedia a redução da carga horária de trabalho, então com 13 horas diárias, para 8 horas por dia.
  • Também no dia 1º, trabalhadores americanos fizeram uma greve geral no país.
  • Nos dias 3 e 4 de maio do mesmo ano, policiais e manifestantes entraram em conflito.
  • Em uma manifestação na Praça Haymarket, no dia 4, houve a explosão de uma bomba que matou 7 pessoas, além de deixar dezenas de feridos, tanto manifestantes quanto policiais. A polícia revidou atirando nos manifestantes, ferindo dezenas e causando mais algumas mortes. Os líderes do movimento foram presos, sendo que alguns deles foram posteriormente executados.

Os eventos descritos acima, que começaram num 1º de maio, foram denominados posteriormente como a Revolta de Haymarket e inspiraram a escolha da data para o Dia do Trabalho, instituído pela primeira vez décadas depois, em 1919. As manifestações ocorridas em Chicago serviram também como símbolo da luta por direitos trabalhistas e inspiração para novos protestos em todo o mundo.

Assim, a data foi escolhida em muitos outros anos para novas manifestações. Muitas delas também sofreram repressão policial, o que reforçou ainda mais o 1º de maio como símbolo das reivindicações pela ampliação de direitos dos trabalhadores. Historicamente, a data foi ganhando cada vez mais importância:

  • Em 20 de junho de 1889, em Paris, a Segunda Internacional, uma organização de partidos socialistas e trabalhistas, definiu o dia 1º de maio como principal data de organização dos trabalhadores na luta pela instituição da jornada de 8 horas diárias de trabalho.
  • O senado da França aprovou, no dia 23 de abril do ano de 1919, a jornada de 8 horas de trabalho, proclamando também o dia 1 de maio como feriado no país. A França foi o primeiro país a definir oficialmente a data como Dia do Trabalho.
  • Em 1920 foi a vez da Rússia adotar a comemoração no mesmo dia.

Até hoje o dia é marcado por manifestações a favor da manutenção e ampliação dos direitos já conquistados e de plataformas sociais, tanto na França quanto em outros países. Mas é cada vez mais comum o enfraquecimento dos movimentos sociais e, consequentemente, da mobilização gerada na data, principalmente pela expansão das políticas neoliberais.

No Brasil

O Brasil só foi instituir a celebração alguns anos depois, em 1925. Entretanto, há relatos de que a data era comemorada no país desde 1895. Movimentos de trabalhadores organizados no país começaram a surgir no início do século XX, principalmente no Rio de Janeiro e em São Paulo. A própria cidade de São Paulo, teve uma grande greve geral em 1917, considerada uma das maiores já registradas.

Assim, o movimento dos trabalhadores no Brasil foi ganhando força, até que em 1925 o presidente da época, Arthur Bernardes, decretou o 1º de maio como Dia do Trabalho, acatando uma tendência que começava a se espalhar pelo mundo e transformando a data em feriado nacional.

Inicialmente destinado a comemorar as conquistas trabalhistas, além de ser um dia marcado por protestos e críticas às políticas e estruturas socioeconômicas do país, o dia acabou sendo apropriado mais tarde pelo poder público.

Durante o Estado Novo, o presidente Getúlio Vargas transformou a comemoração com o objetivo de conseguir a simpatia da classe trabalhadora, promovendo desfiles, festas populares e anunciando medidas que beneficiavam os trabalhadores, como a instituição do salário mínimo e do seu aumento anual. A própria Consolidação das Leis do Trabalho, conhecida como CLT, foi criada por Vargas, em 1º de maio de 1943, e serviu como base para a nossa atual legislação trabalhista.

Até hoje, a data no Brasil tem festas promovidas por sindicais, com shows e sorteios, e muitas vezes ainda é usada pelo governo para anunciar medidas que agradem os trabalhadores.

Outros lugares do mundo

Embora seja uma data internacional, celebrada ao redor do mundo e sendo frequentemente um feriado nacional, existem alguns países que escolheram datas diferentes para comemorar o Dia do Trabalho. As datas em alguns lugares do mundo:

  • Austrália: a data varia de região para região no território australiano.
  • Estados Unidos: chamado de Labor Day, é celebrado na primeira segunda-feira de setembro. A data foi oficializada nacionalmente em 1894, pelo então presidente Grover Cleveland.
  • Canadá: assim como nos EUA, os canadenses comemoram o Dia do Trabalho na primeira segunda de setembro.