Haja vista ou Haja visto?


Algumas das expressões existentes na língua portuguesa podem gerar diversos tipos de dúvidas não apenas quanto ao seu emprego, mas também relacionadas à correção dos termos, especialmente em casos nos quais haja uma pequena diferença em suas opções.

Haja vista ou Haja visto?

Isto gera um senso comum muito grande, levando algumas pessoas a pensarem que uma destas formas é incorreta e jamais deve ser utilizada, enquanto a outra se torna invariável e utilizável em qualquer tipo de situação, independentemente da oração que a acompanha.

Isto acontece com as expressões “haja visto” e “haja vista”, que embora sejam bem parecidas possuem significados muito distintos, de forma que seu emprego não deve ser confundido. Apesar de as duas expressões existirem e ser corretas não são sinônimos, nem possuem as mesmas características de utilização, podendo alterar o sentido de uma oração ou torná-la incorreta graças a este tipo de uso.

Assim, tanto “haja visto” quanto “haja vista” são expressões da língua portuguesa que devem ter sua forma correta de utilização conhecida para que se evite equívocos.

Vale ressaltar também que estas dúvidas e mesmo o senso comum de que uma delas poderia ser incorreta se deve à baixa utilização deste tipo de expressão, que é cada vez mais substituída por seus sinônimos, de forma que, se não estudadas, dificilmente serão corretamente utilizadas.

Haja visto

A expressão “haja visto” se trata de uma locução verbal que pode ser formada pela primeira ou terceira pessoa do singular no tempo presente do subjuntivo para o verbo haver, combinada com o particípio do verbo ver.

Assim, a expressão “haja visto” pode ser empregada quando se indica a espera de uma ação que pode ser gerada para a primeira ou a terceira pessoa do singular, de forma que a junção destas duas palavras faça sentido com aquilo que se espera dentro da oração.

Um bom exemplo de como a expressão “haja visto” pode ser empregada de maneira correta é com sua visualização em uma frase, para que possa ser melhor compreendido seu emprego adequado. Confira a frase a seguir com o emprego correto da expressão “haja visto”:

“Meus amigos esperam que eu haja visto o filme que me indicaram”

Nesta frase, a expressão haja visto é relacionada à primeira pessoa do singular, a qual está diretamente ligada ao verbo haver. Porém, é possível também que este verbo se dirija à terceira pessoa do singular sem que a expressão “haja visto” seja alterada. Desta forma, outro exemplo do uso correto de “haja visto” pode ser encontrado na frase a seguir:

“Eu suponho que ele haja visto o aviso em seu e-mail”

Porém, embora ambas estejam corretas e representem um uso adequado de “haja visto”, é cada vez mais incomum que este tipo de expressão seja utilizado em orações no cotidiano ou mesmo em obras de literatura ou ficção, fazendo com que o uso mais comum seja o de sinônimos desta expressão, como o verbo ter, de forma que não percam seu significado.

Assim, na maneira mais utilizada as frases utilizadas como exemplos seriam ditas ou escritas da seguinte maneira:

“Meus amigos esperam que eu tenha visto o filme que me indicaram”
“Eu suponho que ele tenha visto o aviso em seu e-mail”

Haja vista

Diferentemente da primeira expressão, “haja vista” pode ser empregada de três formas distintas, uma vez que é uma expressão formada por uma flexão do verbo haver em conjunto com o substantivo vista.

A primeira forma de sua utilização é o emprego de “haja vista” de forma comum, sem alterações e como uma expressão invariável, independentemente daquilo a que se refira, de maneira que a expressão será sempre utilizada da mesma forma.

Assim, o uso de “haja vista” pode ser visto de maneira correta nas frases a seguir:

“Enfrentar este time é difícil, haja vista seus resultados mais recentes”
“O ensino brasileiro vai mal, haja vista as últimas avaliações”

Porém, é possível ainda que o verbo haver presente em “haja vista” seja empregado de forma variável de acordo com o sentido que se dê a esta expressão. Um destes sentidos que levam à possibilidade de variação do verbo haver é o de observar, indicando assim ao ouvinte o que deve ser observado em uma determinada circunstância.

Desta forma, os mesmos exemplos utilizados anteriormente podem ser vistos de maneira correto com a variação do verbo haver em “haja vista”, indicando apenas uma diferença em seu objetivo nestas frases. Observe a seguir:

“Enfrentar este time é difícil, hajam vista seus resultados mais recentes”
“O ensino brasileiro vai mal, hajam vista as últimas avaliações”

Além disso, uma terceira possibilidade de uso correto para a expressão “haja vista” é reservada basicamente à linguagem erudita. Isto porque neste uso, o verbo haver é invariável, mas o substantivo vista passa a reger a preposição seguinte a seu uso.

Desta maneira, a expressão “haja vista” permanece inalterada, mas gera uma alteração na sequência da oração na qual é empregada. Observe a seguir este tipo de utilização nas mesmas frases utilizadas anteriormente:

“Enfrentar este time é difícil, haja vista aos resultados mais recentes”
“O ensino brasileiro vai mal, haja vista às últimas avaliações”

Assim, pode-se concluir que, embora seu uso seja incomum, as expressões “haja visto” e “haja vista são corretas e podem ser utilizadas na língua portuguesa de acordo com seu emprego correto.

Fontes: Professor Pasquale Cipro Neto / Folha de São Paulo